Governo Regional dos Açores alerta para eventual aumento da tarifa especial para residentes

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A secretária do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas do Governo dos Açores alertou na sexta-feira, dia 17 de maio os deputados à Assembleia Legislativa Regional para a possibilidade de a tarifa social de mobilidade, dedicada aos residentes no arquipélago quando em viagem para o continente português, poder vir a aumentar.

“Eu chamo sempre a atenção, não gosto muito de mexer nisto porque esta tarifa está fixada desde 2015”, advertiu Berta Cabral, durante uma audição na comissão de Economia do parlamento açoriano, em Ponta Delgada, a propósito de uma proposta do partido Chega que pretende simplificar o modelo de atribuição do subsídio social de mobilidade aos residentes nos Açores.

Os deputados do Chega pretendem que os passageiros dos Açores paguem apenas 134 euros (o valor máximo para uma tarifa de residente entre a região e o continente) e que a diferença entre esse valor e o custo real da tarifa seja depois reembolsado às companhias aéreas, diretamente pelo Estado.

Atualmente, os açorianos que viajam entre a região e o continente têm de adquirir as passagens aéreas a valores muito vezes superiores a 134 euros, sendo posteriormente reembolsados da diferença junto dos balcões dos CTT.

Para Berta Cabral, a discussão que agora foi desencadeada pela proposta do Chega, poderá, no entanto, provocar uma alteração também no valor da tarifa, que em seu entender, seria “prejudicial” para a região.

Segundo a governante, foi já criado um grupo de trabalho entre o Governo da República e o executivo dos Açores para avaliar as possíveis alterações ao modelo do subsídio social de mobilidade.

Contudo, admitiu, a solução “não sendo impossível” é “difícil” de alcançar, uma vez que a região não tem, por exemplo, “nenhuma base de dados sobre os passageiros residentes nos Açores”.

“Temos de saber quem é que suporta isto, quem é que vai ter esse trabalho administrativo, de conferência, de receção das várias passagens, dos cartões de embarque, ou seja, fazer todo esse trabalho que os CTT hoje fazem”, advertiu a governante.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Bubaque, no Arquipélago dos Bijagós, terá um novo aeroporto para tráfego regional

O Governo da República da Guiné-Bissau e a ‘Royal...

Sevenair Academy vai treinar pilotos cadetes nórdicos nas suas instalações em Ponte de Sor

A Sevenair Academy, escola portuguesa de pilotos e técnicos...

Governo de Angola contrata empresa britânica para elaborar o Plano Diretor da nova ‘Aerotropolis de Luanda’

A empresa britânica ‘Foster + Partners’ foi contratada pelo...

GOL apresenta “o mió da roça” em avião temático do Chico Bento 

Inspirada no personagem Chico Bento, a GOL Linhas Aéreas...