Bem-vindo, !|Sair

Grupo Vinci concorre no Chile… e está com o olho nos aeroportos de Moçambique

O grupo Vinci Airports, que desde o ano passado é dono da ANA – Aeroportos de Portugal, empresa concessionária da maioria dos aeroportos nacionais, está envolvida num consórcio que pretende criar em Santiago do Chile um novo hub regional na América Latina.

O consórcio ‘Nuevo Pudahuel’, no qual o grupo Vinci Airports está com o grupo Aéroports de Paris, apresentou uma proposta no valor de 635 milhões de dólares norte-americanos para a concessão do Aeroporto Arturo Merino Benítez, o principal da cidade de Santiago, capital do Chile. A concessão inclui a realização do projecto e obras de expansão da infra-estrutura, cuja adjudicação será conhecida em breve, depois de analisadas as 14 propostas apresentadas.

“Santiago será um hub regional de grande importância, pois será no futuro a porta de entrada da América Latina de aviões e passageiros oriundos da Europa, Estados Unidos e Ásia”, disse Patrick Jeantet, presidente executivo dos Aéroports de Paris, na apresentação do projecto, em que promete trabalhar em total interligação com as companhias aéreas, os operadores aeroportuários e as autoridades do sector.

O grupo Vinci Airports está neste momento a concorrer para a concessão da gestão de alguns aeroportos internacionais, nomeadamente na América Latina e na África. Moçambique, por exemplo, é um dos objectivos do grupo francês que no ano passado assumiu a gestão dos aeroportos portugueses. Têm decorrido contactos entre quadros superiores do grupo Vinci Airports e as autoridades moçambicanas, em Maputo, nos últimos meses, soube o ‘NewsAvia’ de boa fonte. Não se conhece a evolução das negociações.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica