Iberia continua a recuperar tráfego e subida atinge os 18% em junho

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

banner-sonny-750x120-06072015


 

A Iberia está a recuperar bem, nomeadamente em termos de tráfego. Os números de junho passado mostram um crescimento de cerca de 18 por cento no número de passageiros, a que se junta uma subida da taxa média de ocupação dos seus voos em 3,2% para uma média total de 83,6%, revela uma nota da IAG que junta o tráfego das quatro companhias do grupo: a British Airways e as três companhias espanholas Iberia, Iberia Express e Vueling.

Todas as companhias do universo IAG registaram crescimento de tráfego em Junho passado, segundo aponta o grupo no comunicado que resume a operação de junho.

Em número de passageiros embarcados, de que o grupo não divulga dados por companhia, o crescimento em junho foi em 9,1% ou 651 mil, para 7,794 milhões, e no semestre foi de 8,9% ou 3,158 milhões, para 36,638 milhões.

Por sectores de rede, os maiores aumentos de passageiros em junho foram nas rotas intra-europeias, onde tem grande peso a low cost Vueling, com +15,6% ou mais 539 mil passageiros, para 3,996 milhões, e nas linhas da América Latina, onde a Iberia é a companhia líder, com +15,8% ou mais 53 mil, para 389 mil.

O grupo teve ainda aumentos de 3,6% ou 66 mil passageiros nas linhas domésticas no Reino Unido, Espanha e Itália, para 1,923 milhões, e em 11,3% ou 18 mil nas ligações com a Ásia e Pacífico, lideradas pela British Airways, para 177 mil.

A penalizar o crescimento estiveram as linhas da América do Norte, sector também liderado pela British Airways, com decréscimo em 0,2% ou dois mil, para 869 mil, e, sobretudo, as linhas de África, Médio Oriente e Ásia do Sul, com -5% ou menos 23 mil, para 440 mil.

No semestre, o aumento de 3,158 milhões de passageiros foi com mais 2,242 milhões nos voos internacionais intra-europeus (+13,6%, para 18,763 milhões), mais 660 mil em domésticos (+7,3%, para 9,696 milhões), mais 206 mil nos voos da América Latina (+10,2%, para 2,227 milhões), mais 86 mil nos voos da Ásia e Pacífico (+10,1%, para 936 mil), mais 51 mil nos voos da América do Norte (+1,2%, para 4,354 milhões) e uma quebra de 87 mil nos voos de África, Médio Oriente e Ásia do Sul (-3,2%, para 2,662 milhões).

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TAP Air Portugal terá 95 voos semanais para o Brasil no mês de julho

Uma delegação da TAP Air Portugal, liderada pelo seu...

Teste de táxi aéreo elétrico pode definir novo tipo de transporte para peregrinos do Hajj, na Arábia Saudita

Num movimento histórico, a Arábia Saudita conduziu com sucesso...

Instituto Superior de Aeronáutica e Turismo de Cabo Verde instalado na ilha do Sal

A Universidade Técnica do Atlântico (UTA) apresentou publicamente na...