Jato Embraer E190-E2 recebe certificação na China

O jato E190-E2, da Embraer, recebeu o Certificado de Tipo da Administração de Aviação Civil da China (Civil Aviation Administration of China – CAAC, na sigla em inglês), marcando uma nova fase para o programa E2 na República Popular da China. Espera-se que a certificação do jato E195-E2, maior aeronave comercial da Embraer, cujo processo já está em andamento, ocorra em breve.

“A certificação do E190-E2 pela autoridade da China é uma ótima notícia para a Embraer e para os nossos potenciais clientes chineses”, considera Arjan Meijer, presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial. “A certificação abre caminho para significativas oportunidades de negócios para o E190-E2 na China – existem dados que revelam que um bilhão (mil milhões) de pessoas que vivem em cidades menores da China nunca voaram.”

“O E190-E2 e o E195-E2, respetivamente, com capacidade para 114 e 146 passageiros, oferecem capacidade complementar às aeronaves chinesas ARJ21 e C919. O E2 não apenas fornecerá o melhor desempenho operacional e a redução de emissões às companhias aéreas, mas também ajudará a acelerar a implantação do programa chinês ‘Essential Air Service’ para conectar mais cidades menores”, acrescenta Meijer, num comunicado distribuído nesta quinta-feira, dia 10 de novembro, pela fábrica brasileira de aeronaves e equipamentos de Defesa.

A última projeção de mercado da Embraer revelou que 1.445 novas aeronaves na categoria de até 150 assentos serão entregues na China até 2041, impulsionada pelo desenvolvimento económico de longo prazo do país e pela tendência contínua do sistema de aviação civil chinês de evoluir de viagens ponto-a-ponto para uma malha aérea com conexões em grandes aeroportos (denominada hub-and-spoke).

A família de aeronaves E-Jets E2 da Embraer permite às companhias aéreas flexibilidade operacional, combinação de capacidade com demanda e aumento de frequências, aprimorando a conectividade na China pós-pandemia. O E190-E2 e o E195-E2 são os aviões de corredor único com maior eficiência de combustível que estão no mercado, oferecendo, respetivamente, uma redução de consumo de combustível por assento de 17,3% e 25,4% em comparação com à primeira geração de E-Jets.

“A certificação pela CAAC é um grande momento para o nosso jato de nova geração: o E190-E2”, assinala Guo Qing, vice-presidente de Aviação Comercial da Embraer China. “Além de ter o tamanho correto e a melhor eficiência de combustível, o E190-E2 nasceu com capacidade de operação em altas temperaturas e grandes altitudes (Hot and High, no termo em inglês). É a primeira aeronave na categoria a voar para alguns dos aeroportos mais altos do mundo no oeste da China, incluindo Lasha e Yushu. Acreditamos que o E190-E2 seja a melhor aeronave para atender mercados de baixa densidade em grandes altitudes no oeste da China, com o desempenho certo e mais lucratividade.”

 

O E190-E2 iniciou suas operações na Europa em 2018. Trata-se de um jato de corredor único com capacidade para até 114 assentos na configuração com dois assentos de cada lado do corredor.

Apresentando tecnologia de vanguarda, mas com base na maturidade e confiabilidade dos E-Jets de primeira geração, a aeronave oferece os menores custos operacionais para as companhias aéreas e excelente desempenho que permite o acesso a aeroportos com restrições devido a grandes altitudes ou pistas mais curtas. A aeronave também foi projetada para aumentar o conforto dos passageiros com maior espaço para as malas e menores emissões de ruído e carbono.

 

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica