“Levantamento provisório” da greve dos controladores aéreos em Angola

O Sindicato Nacional Independente dos Trabalhadores Aeronáuticos e dos Aeroportos (SNITAA) suspendeu nesta quarta-feira, dia 4 de janeiro, à noite, a greve iniciada na madrugada do mesmo dia.

Trata-se de um levantamento temporário da paralisação dos serviços, em virtude da assinatura de um Termo de Compromisso entre o SNITAA e o Conselho de Administração da Empresa Nacional de Navegação Aérea (ENNA), noticia nesta quinta-feira, dia 5, a agência de notícias nacional ‘Angop’.

O documento, rubricado por orientação do Ministério dos Transportes, após uma reunião, impõe a satisfação imediata de um dos pontos do Caderno Reivindicativo e a definição de um cronograma para a negociação ou resolução dos demais.

Em nota, distribuída à imprensa em Luanda, “o Sindicato reafirma a sua total abertura para o diálogo e apela todos os seus filiados a retomarem as suas atividades laborais, com o mesmo zelo e dedicação”.

Após anúncio da greve, no dia 28 de dezembro de 2022, responsáveis do Sindicato e da ENNA reuniram-se, no passado dia 3 de janeiro, no Ministério dos Transportes, no sentido de se ponderar a greve, mas sem sucesso.

Na sequência, as partes voltaram a sentar-se nesta quarta-feira e chegaram a um acordo provisório, que deverá culminar com o atendimento de todos as reclamações dos trabalhadores constantes do Caderno Reivindicativo.

Em declarações à imprensa, antes do último encontro, do dia 4, o presidente do Conselho de Administração da ENNA, Manuel Agostinho Felipe Júnior, informou que uma das principais exigências é o seguro de saúde.

Essa preocupação, garantiu o gestor, poderá ser respondida dentro de 15 dias, estando em curso o processo administrativo, noticiou a ‘Angop’.

 

  • Foto de abertura © Tony Mangueira Fernandes
  • LINK notícia relacionada

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica