Lucro da Emirates baixou 82% no último exercício anual

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Emirates, companhia aérea sediada no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, anunciou um lucro líquido de 340 milhões de dólares norte-americanos no último ano fiscal, encerrado em 31 de março. Segundo informações do site ‘Gulf Business’, o resultado ficou 82% abaixo do exercício anterior, devido ao “aumento implacável” do dólar frente ao dirham, moeda nacional do Dubai.

Foi a primeira vez que a a mais conhecida empresa aérea dos Emirados Árabes Unidos registou redução do lucro de um ano para o outro, desde o ano fiscal 2011-2012. Além da questão cambial, a empresa citou uma série de “eventos desestabilizadores”, em especial o Brexit (decisão do Reino Unido deixar a União Europeia) e as restrições que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aplicou nos voos que chegam àquele país com origem em países do Médio Oriente.

Embora o lucro tenha caído, as receitas permaneceram estáveis em 23,2 mil milhões de dólares, ao passo que o número de passageiros transportados cresceu 8%, para 56,1 milhões, um recorde. A companhia aérea gastou 5,7 mil milhões com combustível no ano fiscal, aumento de 6% sobre o ano anterior – embora, na média, o preço por litro tenha caído ligeiramente. O combustível representou 25% do total dos custos da Emirates, contra 26% no ano fiscal anterior.

Segundo o xeque Ahmed bin Saeed al-Maktoum, presidente da Emirates, a companhia aérea projeta mais um ano desafiador para seus negócios. Nos últimos dois anos as empresas do setor sediadas no Oriente Médio registaram crescimento mais lento, influenciadas por fatores como aumento do terrorismo e redução nos orçamentos da população local, provocado pela queda no preço do petróleo no mercado internacional.

O consultor especializado no mercado de aviação John Strickland, de nacionalidade britânica, afirmou ao ‘Gulf Business’ que espera que a Emirates “mantenha um controle mais rígido sobre o seu crescimento de capacidade no curto e médio prazo”. Em dezembro, a Emirates adiou a entrega de 12 unidades do Airbus 380, avião com grande capacidade de passageiros.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

American encomenda 260 aviões à Airbus, Boeing e Embraer com mais 193 opções de compra

A American Airlines anunciou nesta segunda-feira, dia 4 de...

Portway e SINTAC assinam acordo de empresa

A Portway Handling de Portugal assinou com o SINTAC...

Portugueses viajam mais e escolhem a Madeira e Cabo Verde para as férias da Páscoa

Os portugueses estão a comprar mais viagens neste início...

JetBlue desiste da compra da Spirit, um projeto que não tinha o acordo das autoridades reguladoras

A companhia aérea norte-americana JetBlue, que foi fundada pelo...