Lufthansa criou a Classe Económica Executiva com mais espaço e conforto

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Lufthansa anunciou este mês a introdução da sua nova Classe Económica Executiva que começará a ser instalada nos aviões Boeing 747-8, que integram a sua frota de 106 aparelhos, contando apenas os que estão habilitados para o longo curso. No total, o programa de instalação de novos assentos, depois da nova configuração estar montada em todos os aviões, contempla 3.600 lugares.

Mais espaçosos para as pernas e mais largos, o que permite uma melhor comodidade sobretudo para passageiros de maior estatura e peso, os novos assentos são ergonómicos e estão desenhados com uma consola central e um novo design, em que se destaca uma nova tomada de energia para recarregamento de computadores portáteis ou outros equipamentos electrónicos e um espaço adicional com capacidade para alguma bagagem individual. Trata-se da aplicação dos últimos avanços tecnológicos no sector nas cabinas dos aviões da Lufthansa, referem especialistas.

A nova classe surge no momento em que a companhia está também a renovar toda a Primeira Classe dos seus aviões de longo curso, sendo claro que o objectivo da companhia alemã é criar condições a bordo para uma alta qualificação da sua oferta, “com uma ampla e cuidada visão de serviço e hospitalidade, condições essenciais de uma companhia aérea de cinco estrelas”, refere um comunicado distribuído em Berlim.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Volotea e Abra (Avianca e GOL) juntam-se para operações conjuntas entre a Europa e as Américas

A Volotea, que se intitula a companhia aérea espanhola...

Pedro Barros é o novo presidente do Conselho de Administração da TACV

Pedro Barros, atual presidente do Fundo Soberano de Garantia...

Lufthansa City Airlines arranca no dia 26 de junho com voo Munique-Birmingham

A Lufthansa City Airlines, a companhia aérea mais jovem...

Bubaque, no Arquipélago dos Bijagós, terá um novo aeroporto para tráfego regional

O Governo da República da Guiné-Bissau e a ‘Royal...