Nova equipa de gestão da TAP será recrutada no mercado internacional

O Governo Português, que a partir de agora é responsável pela gestão do Grupo TAP SGPS SA, vai contratar uma empresa para procurar no mercado internacional uma equipa de gestão qualificada para a empresa aérea, que entrará em funções após a aprovação do plano de reestruturação, que deverá ter a concordância da Comissão Europeia, em Bruxelas.

O propósito do Executivo foi anunciado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, nesta quinta-feira, dia 2 de julho, durante a conferência de imprensa em que foi anunciado que o Governo chegou a acordo com os acionistas privados da TAP passando a deter uma participação de 72,5% na companhia área,

Pedro Nuno Santos precisou que “o Estado não vai gerir a TAP”, adiantando que a solução passa por recrutar uma equipa de gestão especializada e qualificada nesta área.

“Faremos um processo de seleção contratando uma empresa que tem no quadro da sua atividade procurar no mercado internacional uma equipa qualificada para gerir a TAP”, precisou o ministro. “A TAP precisa de uma gestão qualificada e a TAP terá uma gestão qualificada”, referiu.

O ministro Pedro Santos deu como certa a saída de Antonoaldo Neves e dos administradores que estão na TAP trazidos pelo acionista David Neeleman.

Para esta fase de transição, até à nomeação da nova equipa de gestão, serão nomeados gestores executivos que assegurarão o dia a dia da empresa e o início da implementação do novo plano, logo que aprovado pela Comissão Europeia.

Sobre um eventual emagrecimento da companhia, em pessoal, aviões e rotas, o ministro da Infraestruturas evitou adiantar pormenores, escudando-se no facto de que o fundamental está para fazer, que é analisar o atual momento da TAP e definir as rotas que terá de retomar, questões que estão dependentes da demanda do mercado e das pretensões dos acionistas, agora liderados pelo Estado Português.

Depois deste acordo, o Estado passa a deter 72,5% da companhia aérea, o empresário Humberto Pedrosa 22,5% e os trabalhadores os restantes cinco por cento.

 

  • LINK notícia relacionada

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica