Obras de beneficiação do Aeroporto do Porto custarão 50 milhões de euros e começam no final de julho

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A ANA Aeroportos de Portugal assinou nesta segunda-feira, dia 27 de maio, o contrato de empreitada da obra de reforço estrutural da pista do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na cidade do Porto, norte de Portugal, no valor de 50 milhões de euros.

Esta intervenção visa o desenvolvimento do segundo maior aeroporto da rede da ANA, em termos de tráfego de passageiros e carga, e também o segundo mais importante de Portugal, que serve toda a zona norte do País e também o norte de Espanha, nomeadamente os passageiros que procuram ligações internacionais e intercontinentais, que devido à proximidade não necessitam se deslocar ao hub de Madrid Barajas.

Segundo um comunicado distribuído pela ANA trata-se de um investimento direcionado para a qualidade, segurança e desempenho ambiental, permitindo acomodar o crescimento do tráfego futuro. A empreitada, que atinge o valor de 50 milhões de euros, será da responsabilidade da construtora ‘Acciona’, vai ter início no próximo 31 de julho e vai prolongar-se durante 19 meses. Todas as intervenções serão feitas entre as zero horas e as seis da manhã, de segunda a sábado, para minimizar o impacto nas operações aeroportuárias.

Com este investimento, a ANA Aeroportos de Portugal vai reforçar as condições operacionais do Aeroporto do Porto, sendo esta a maior intervenção realizada na pista desta infraestrutura.

A intervenção será realizada na pista e áreas adjacentes, nomeadamente:

  • Repavimentação completa da camada de desgaste da pista 17-35
  • Intervenções de reforço estrutural da pista
  • Ajustamento da geometria da faixa de pista (strip) e na linha de aproximação (sinalização luminosa) das pistas 17 e 35
  • Substituição do sistema de luzes de pista por LED’s;
  • Renovação integral do sistema de drenagem da pista
  • Instalação de infraestruturas civis para a implementação de equipamentos de navegação (ILS categoria II) na pista 35 que vão permitir operações em baixa visibilidade.

Para Thierry Ligonnière, presidente executivo (CEO) da ANA Aeroportos de Portugal, este “é um investimento estrutural relevante que vai contribuir para o desenvolvimento do Aeroporto do Porto, para que continue a ser um dos melhores aeroportos da Europa, de acordo com as opiniões dos passageiros”.

“Este é mais um investimento que fazemos nos aeroportos portugueses que demonstra o empenho das equipas da ANA e da VINCI Airports na promoção da conetividade aérea do país e das regiões e da segurança das operações”, sublinha o CEO da ANA.

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro tem sido distinguido, pelos passageiros, nos últimos anos pela sua qualidade de serviço e recebeu recentemente a avaliação de Aeroporto 4 estrelas pela ‘Skytrax’.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Bubaque, no Arquipélago dos Bijagós, terá um novo aeroporto para tráfego regional

O Governo da República da Guiné-Bissau e a ‘Royal...

Sevenair Academy vai treinar pilotos cadetes nórdicos nas suas instalações em Ponte de Sor

A Sevenair Academy, escola portuguesa de pilotos e técnicos...

Governo de Angola contrata empresa britânica para elaborar o Plano Diretor da nova ‘Aerotropolis de Luanda’

A empresa britânica ‘Foster + Partners’ foi contratada pelo...

GOL apresenta “o mió da roça” em avião temático do Chico Bento 

Inspirada no personagem Chico Bento, a GOL Linhas Aéreas...