Bem-vindo, !|Sair

Ponte Aérea Lisboa-Porto-Lisboa começa neste domingo

A TAP inicia neste domingo, dia 27 de março, uma Ponta Aérea entre os aeroportos de Lisboa e do Porto, no norte do País, que terá 18 ligações diárias em cada sentido, com partidas de hora a hora, e tarifas a partir de 39 euros. O primeiro voo (TP1922) sai de Lisboa às 06h00.

“A ideia é ter voos a interligar as duas cidades a toda a hora. Partidas de hora em hora daqui [Lisboa] e de hora em hora de lá [Porto]. É um grande salto na prestação de serviço”, anunciou no dia 14 de janeiro passado Fernando Pinto, presidente executivo da TAP, em conferência de imprensa que decorreu num dos hangares da empresa no aeroporto da capital portuguesa.

Os voos da Ponte Aérea serão operados maioritariamente por aviões pintados com a designação e lettering da TAP Express, a nova marca do grupo aéreo português para estes voos e outros para aeroportos de menor dimensão e menor intensidade de passageiros, em aeroportos domésticos e de cidades europeias e do Norte de África.

A TAP Express tem uma frota constituída por 17 aviões, todos vindos da AZUL Linhas Aéreas Brasileiras, companhia que foi fundada e é presidida por David Neeleman, sócio do consórcio ‘Atlantic Gateway’ que hoje detém 45% do capital da TAP SGPS, S. A.. A AZUL será no futuro uma das grandes aliadas da companhia portuguesa nesta sua nova fase de reestruturação e expansão internacional, nomeadamente para o continente americano.

Os aparelhos estão chegando a Portugal, um processo que decorrerá até final de Julho. São oito turboélices ATR72-600, com capacidade para 70 passageiros, operados pela White Airways, uma companhia portuguesa que pertence ao Grupo OMNI – Aviação e Tecnologia, mas que antes foi subsidiária da TAP para os voos fretados e transporte charter. Os ATR72-600 – três dos quais já estão em Portugal – são considerados os aviões base da operação denominada Ponte Aérea. As tripulações são da responsabilidade da White. Os restantes nove aviões com a marca TAP Express são jatos Embraer 190, de fabrico brasileiro, considerados muito eficientes na gama de até 100 lugares de capacidade, que também já estavam ao serviço da AZUL, um dos quais já está em Lisboa. Os EMB190 serão operados pela PGA – Portugália Airlines que continua a ser uma empresa subsidiária da TAP com aviões e tripulações próprias.

Nos períodos de maior procura os voos da Ponte Aérea Lisboa-Porto poderão ser operados por aviões da gama Airbus A320, revelou o presidente da TAP no dia da apresentação da marca TAP Express.

Nos aeroportos de Lisboa e do Porto estão disponíveis, a partir deste domingo, dia 27 de março, dois balcões de ‘check-in’ exclusivos para os passageiros da Ponte Aérea, estando o percurso até à porta de embarque devidamente assinalado para ser o mais “rápido e simples possível” e para tornar a opção área competitiva.

“O importante é chegar ao aeroporto sabendo que muito em breve está a sair outro avião. A ideia é entrar em concorrência efetiva com o comboio e até com o sistema de autocarros”, explicou então Fernando Pinto.

A par com o reforço da operação entre Lisboa e o Porto, domingo de Páscoa – início do denominado Verão IATA – marca o fim de nove rotas com destinos europeus, consideradas deficitárias pela companhia: Barcelona, Bruxelas, Milão e Roma a partir do Porto, e Gotemburgo, Hannover, Zagreb, Budapeste e Bucareste, a partir de Lisboa.

O fim das rotas a partir do Porto levou o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, a criticar a estratégia da TAP e a admitir “apelar ao boicote da região” à transportadora, acusando-a de ter em curso uma estratégia para “destruir o aeroporto Francisco Sá Carneiro”, no Porto, e construir, em Lisboa, “um novo aeroporto e uma nova ponte”.

Fora da Europa, a TAP cancela a rota Lisboa-Bogotá-Panamá-Lisboa e ligação a Manaus (Lisboa-Manaus-Belém-Lisboa), que contará com “ligações otimizadas” asseguradas pela companhia Azul, de David Neeleman.

Ao mesmo tempo, a transportadora liderada por Fernando Pinto vai reforçar em 59 frequências semanais as ligações a destinos já operados pela transportadora aérea nacional, nomeadamente Espanha (Madrid e Barcelona), França (Paris e Toulouse) e Marrocos (Casablanca e Marraquexe), com o objetivo de ter “consistência no produto”.

 

  • Na imagem obtida no sábado, dia 26 de março, vê-se o primeiro ATR72-600 ao serviço da TAP Express (matrícula CS-DJA) que esteve no Aeroporto Internacional Francisco Sá Carneiro, na cidade do Porto, em missão de treino de tripulações. A partir deste domingo, dia 27, voltará frequentemente, em voos regulares da Ponte Aérea. Foto: Daniel Pinheiro Silva.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica