Porto, Gaia e Matosinhos querem acolher centro de treinos da Ryanair

Os presidentes das câmaras do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, no norte de Portugal, mostraram-se disponíveis para acolher o novo centro de treinos da Ryanair na Área Metropolitana do Porto (AMP).

Em declarações aos jornalistas, nesta quinta-feira, dia 22 e dezembro, depois de um almoço de Natal, os três autarcas mostraram-se “disponíveis” para acolher este “investimento externo”.

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, adiantou ter reunido com a companhia aérea “há uns meses” e que a mesma tinha “duas expectativas” relativamente a este novo centro de treinos: por um lado, “ter ‘hangares’ de manutenção”, e, por outro, “ter uma escola de treino”.

“Aquilo que são as necessidades da Ryanair, nós no Porto não tínhamos capacidade, mas assinalámos à Ryanair que haveria outros municípios, como Matosinhos e Maia, que poderiam ter”, disse Rui Moreira, referindo-se à capacidade destes dois municípios, ou outros da AMP, terem instalações disponíveis para albergar a escola de treinos.

Apesar dos municípios estarem “disponíveis” para acolher o centro de treinos, Rui Moreira lembrou que a atração de investimento também depende das instituições nacionais e que, nesta matéria, as competências da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) são respeitadas.

“Tenho a certeza que se a AICEP conseguir criar condições para que essa escola de treino venha para a AMP, que na AMP não faltará capacidade e interesse”, acrescentou.

Na quarta-feira, dia 21 de dezembro, o presidente executivo da Ryanair disse que é “cada vez mais provável” que o novo centro de treinos da companhia seja instalado em Portugal, e não em Espanha, e apontou uma decisão antes do final de janeiro.

“Está a tornar-se cada vez mais provável que Portugal seja o vencedor, como sempre acontece quando o concorrente é Espanha”, disse o presidente executivo do grupo, Michael O’Leary, em conferência de imprensa virtual, acompanhado pelo presidente executivo da companhia de aviação, Eddie Wilson.

A localização para o novo centro de treinos da companhia aérea ainda não está decidida, mas o responsável apontou que deverá ser anunciada “antes do final de janeiro”.

No início de setembro, Michael O’Leary disse, num encontro com jornalistas, em Dublin, Irlanda, que a Ryanair quer abrir um novo centro de treinos para pilotos e tripulantes de cabine na Península Ibérica e admitiu que o Porto é uma das hipóteses em consideração.

No entanto, no final de outubro, em Lisboa, Eddie Wilson avançou que a decisão deveria ser tomada nos três meses seguintes e que Madrid se apresentava como uma opção com melhores conexões.

O responsável disse ainda que a empresa estava a analisar a hipótese de abrir instalações em Lisboa para a equipa de tecnologias de informação, que pretende reforçar.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica