Presidente da Groundforce culpa Governo por não poder pagar os salários de janeiro

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O presidente da Groundforce, Alfredo Casimiro, considerou nesta quinta-feira, dia 4 de março, que a resposta que recebeu do Governo à sua proposta para viabilizar a empresa é “insultuosa”, constituindo uma “chantagem e um ultimato inaceitável”.

“A resposta que recebi do Senhor Ministro das Infraestruturas e da Habituação, Pedro Nuno Santos, à proposta que fiz para viabilizar a Groundforce é insultuosa, uma chantagem e um ultimato inaceitável”, defendeu, em comunicado, o presidente do Conselho de Administração da empresa, Alfredo Casimiro.

O administrador diz que ofereceu a sua posição acionista como garantia de que a empresa vai pagar à TAP os adiantamentos necessários para pagar os salários em falta, e que Pedro Nuno Santos “propõe” a perda das ações – relativas a 50,1% do capital – na Groundforce “se o Estado se atrasar na concessão do aval”, para um financiamento bancário.

Alfredo Casimiro disse que ministro das Infraestruturas “ignorou” esta proposta, responsabilizando-o por não conseguir pagar os salários aos 2.400 trabalhadores da Groundforce.

“O Senhor Ministro sabe que a proposta que fez não pode ser aceite numa negociação de boa-fé. Ao contrário do que nos prometeu em julho, o Senhor Ministro não nos apoiou e é agora o único responsável pela falta de pagamento dos salários dos trabalhadores”.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Presidente da TAP diz que estão reunidas as condições para que o orçamento deste ano seja cumprido

O presidente executivo da TAP, Luís Rodrigues, considera que...

Aluguer de Airbus A330 em 2016 motivou buscas da PJ às instalações da sede da SATA

O aluguer do avião Airbus A330 para integrar a...

Ryanair lança promoção relâmpago durante 48 horas

Viagens para os meses de junho e julho disponíveis...

Instalações da sede do Grupo SATA nos Açores alvo de buscas por parte da Polícia Judiciária

Inspetores da Polícia Judiciária (PJ) estiveram na manhã de...