Bem-vindo, !|Sair

Qatar Airways pode trocar A320neo por Boeing 737

A Qatar Airways ameaça desistir da encomenda de 36 aviões Airbus A320neo e 15 A321neo, se persistirem os problemas hidráulicos que estão a afetar os primeiros aviões que deveriam ter começado já a receber, equipados com motores Pratt & Whitney. É mau para a Airbus. Mas, ainda pior, e esta é a notícia que encabeça os sites de aviação comercial neste início de semana, o presidente executivo da companhia do Emirado do Catar diz que já iniciou conversações com a Boeing tendo em vista uma eventual substituição da encomenda feita à construtora aeronáutica europeia.

Notícias divulgadas pela imprensa internacional dão conta de que continua a verificar-se nos motores da nova versão do A320 ruídos inesperados devido ao suposto mau funcionamento de uma bomba hidráulica, assim como temperaturas anormais nos sistemas hidráulicos, problemas que poderão ser agravados quando os aparelhos operarem em regiões mais quentes.

Um despacho da agência Reuters de segunda-feira, dia 25 de abril, refere que os ruídos são mais evidentes quando o avião está a rolar sobre a pista utilizando apenas um dos motores, uma prática comum, já que é desnecessário ter dois reatores ligados para circular. A todos os seus clientes, a Airbus tem respondido que todos os problemas estarão resolvidos no final de julho. A IndiGo, companhia de baixo custo da Índia, já recebeu três aviões A320neo, e alegou que o ruído não a preocupa, e a Lufthansa já tem dois aviões deste modelo a trabalhar na sua rede, sem que tenha havido da parte de responsáveis da companhia alemã qualquer comentário menos agradável sobre a aeronave.

O certo, contudo, é que mesmo antes destes problemas terem sido noticiados, o presidente executivo da Qatar Airways, Akbar Al-Baker, tinha se manifestado muito descontente com o novo A320neo, não só devido aos problemas com os motores PW1100G-JM da Pratt & Whitney. A companhia árabe tinha sido escolhida para o lançamento do novo avião, mas recusou receber as primeiras unidades. A Lufthansa aceitou ser o lançador.

A Airbus já tem cerca de 20 aviões montados que aguardam a colocação dos motores da Pratt & Whitney (com os problemas resolvidos), enquanto espera entregar os primeiros com motores LEAP da CFM International no próximo mês de julho à companhia de baixo custo turca Pegasus Airlines.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica