Ryanair lança programa de formação para 500 pilotos em França

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O grupo de companhias aéreas de baixo custo Ryanair Holdings lançou nesta semana uma importante parceria para formação de pilotos com a escola francesa Astonfly, que prevê a certificação de 500 pilotos cadetes durante um período de quatro anos. A apresentação oficial do curso e da primeira turma de alunos ocorreu na quinta-feira, dia 7 de abril, nas instalações do Aero Clube de Paris.

A formação decorrerá na escola francesa, na cidade de Paris, com um programa orientado para o recrutamento e formação de cinco centenas de pilotos profissionais que a irão preencher os quadros das companhias do grupo, atualmente dispersos por 90 bases em aeroportos europeus.

“O programa dará aos pilotos estagiários um caminho estruturado para alcançar um curso de formação excecional de forma a que possam juntar-se ao programa de certificação de tipo Boeing 737 da Ryanair”, destaca um comunicado distribuído nesta sexta-feira, dia 8 de abril.

Os pilotos do programa serão treinados pelos instrutores da Astonfly, utilizando os procedimentos e a filosofia operacional da Ryanair, à medida que dão os seus primeiros passos para se tornarem futuros pilotos da Ryanair.

A Ryanair assegura que oferece oportunidades de carreira para novos pilotos, com: progressão inigualável na carreira; padrões de formação e taxas de sucesso líderes na indústria; cinco dias de trabalho, seguidos de quatro dias de folga; potencial de ganhos excecionais; o tempo mais rápido para aceder a postos de comando (três a quatro anos); e a frota mais jovem e moderna da Europa, que inclui o Boeing 737-8200 da última geração.

 

Ryanair prevê contratar mil pilotos por ano

O comandante de linha aérea Senan O’Shea, responsável pelo programa de treinos da Ryanair, considera que “o novo programa Ryanair – Astonfly proporcionará à companhia aérea um canal estável de pilotos talentosos e profissionais de toda a Europa para satisfazer as necessidades da rede em crescimento”.

“A Ryanair irá contratar até 1.000 pilotos por ano, durante os próximos quatro anos, e os nossos pilotos podem aguardar por oportunidades inigualáveis de voar com a companhia aérea internacional número um do mundo”, acrescenta O’Shea que justifica a escolha da Astonfly como parceira de formação e treino de pilotos cadetes em França, “devido aos seus elevados padrões no treino inicial de voo”.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Ryanair subiu número de passageiros e de receitas no último ano fiscal

O grupo europeu de companhias aéreas de baixo custo...

Helicóptero com o presidente do Irão caiu no noroeste do País e ainda não foi encontrado

O Governo da República Islâmica do Irão esteve reunido...

Ambientalistas da ‘Zero’ consideram que aumento da capacidade do aeroporto é risco grave para Lisboa

A associação ambientalista ‘Zero’ considera que o aumento da...