Santa Maria mantém competitividade para receber escalas técnicas

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

banner-AECP-02042015

 

O Aeroporto da ilha de Santa Maria, no arquipélago português dos Açores, no Atlântico Norte, mantém a sua competitividade para receber escalas técnicas, mesmo depois da entrada em vigor das medidas previstas no Plano de Revitalização Económica para a Ilha Terceira (PREIT), considerou nesta sexta-feira, dia 10 de Abril, o presidente do Governo Regional dos Açores.

“O facto é que não há nenhuma taxa aeroportuária que, por força do PREIT, passe agora a ser mais baixa no Aeroporto das Lajes do que no de Santa Maria”, afirmou Vasco Cordeiro, após ter recebido, em audiência, o Conselho de Ilha de Santa Maria.

Em declarações aos jornalistas, o presidente do Governo dos Açores salientou que, na esmagadora maioria dos casos, se forem analisadas as escalas técnicas do ponto de vista de taxas, a competitividade do aeroporto de Santa Maria “não foi afetada pelas medidas previstas do PREIT”.

Dados estatísticos indicam que o Aeroporto de Santa Maria registou um crescimento de escalas técnicas de 8,9 por cento entre 2013 e 2014, passando de 558 escalas para 608.

Os mesmos dados referem que, em Março deste ano, já com a medida em vigor para o Aeroporto das Lajes, verificaram-se 65 escalas em Santa Maria, contra as 43 registadas no mesmo mês de 2014, o que se traduz num aumento de cerca de 50 por cento.

De acordo com Vasco Cordeiro, o Executivo Açoriano teve o cuidado de definir medidas para a ilha Terceira, na sequência da redução anunciada do contingente militar e civil dos EUA na Base das Lajes, “não retirando nada a nenhuma das outras ilhas”.

“Este equilíbrio mantém-se e foi acautelado”, assegurou Vasco Cordeiro, frisando que se mantém o compromisso do Governo dos Açores de fazer tudo para que o potencial que o Aeroporto de Santa Maria apresenta possa continuar a ser concretizado em outras áreas.

Segundo disse, há algumas medidas que já foram tomadas recentemente e que comprovam este compromisso, caso do Centro de Formação Aeronáutica dos Açores, que contribuiu já com mais de 10 mil dormidas para a economia da ilha de Santa Maria, assim como a manutenção da ‘gateway’ de Santa Maria, no âmbito do novo modelo de transporte aéreo da Região Autónoma, que passou a receber o dobro do número de voos semanais ao continente.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TAAG duplica número de voos regulares de carga para três países africanos

No prosseguimento da sua estratégia comercial e com o...

OGMA inaugura nova linha de manutenção de motores GTF da Pratt & Whitney em Alverca

A OGMA – Indústria Aeronáutica Nacional, S.A. inaugura na...

KC-390 da FAP ganha prémio mais importante em festival internacional no Reino Unido

Um avião KC-390 Força Aérea Portuguesa (FAP) foi distinguido...