SWISS retira de serviço 29 aviões A220 devido a problemas nos motores

A SWISS ordenou nesta terça-feira, dia 15 de outubro, a paragem de todos os 29 aviões da sua frota Airbus A220 (ex-CSeries da Bombardier) devido a problemas verificados ao nível dos seus motores.

A companhia suíça confirmou em comunicado distribuído pelas 15h30 locais (17h30 UTC), através da sua conta no Twitter, que todos os motores dos aparelhos daquele modelo serão inspecionados antes de retomarem voo. Não há mais comentários por parte dos responsáveis da empresa acerca deste constrangimento que irá ter reflexos imediatos na programação de voos.

Devido ao número de aviões afetados pela medida, fontes da companhia admitiram aos jornalistas que serão cancelados vários voos a partir desta terça-feira, não havendo ainda previsão para o regresso ao serviço das aeronaves. Todos os passageiros atingidos serão protegidos e remaracdos em outros voos. A frota é constituída por nove aviões A220-100 e 20 A220-300.

A suspensão de voos da frota A220 da SWISS surge na sequência de algumas avarias em motores desses aviões – quatro em três meses –, a última das quais nesta terça-feira, com o avião matrícula HB-JCC, que fazia o voo LX359 de Londres/Heathrow para Genebra, que foi obrigado a divergir para o Aeroporto de Paris/Charles de Gaulle, em França, devido a uma avaria que parou um dos motores.

Contudo, a avaria mais grave verificou-se no passado dia 25 de junho, quando um avião suíço sofreu uma explosão num motor em pleno voo, com a perda de diversas peças do seu interior.

A decisão da SWISS surge também poucas horas depois da FAA (Administração Federal de Aviação dos EUA) ter distribuído uma diretiva de aeronavegabilidade, em que ordena a inspeção de todos os motores Pratt & Whitney PW1500G que equipam os Airbus A220 e os novos jatos regionais da Embraer ‘E2 Jets’, que entraram neste ano em operação.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica