TAAG reforça encomenda de aviões A220-300 para um total de 10 unidades

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A TAAG Linhas Aéreas de Angola vai alugar mais quatro aviões Airbus A220-300 à empresa de leasing Aviation Capital Group (ACG), aparelhos que deverão entrar ao serviço da companhia aérea angolana em janeiro de 2025, revelou na manhã desta segunda-feira, dia 19 de junho, o portal suíço de notícias de aviação ‘ch-aviation’.

“A incorporação de quatro novas aeronaves A220 neste acordo é um sinal claro da nossa credibilidade internacional e um marco importante na renovação da frota da TAAG. Estamos profundamente empenhados em fazer crescer a empresa, tirando partido da nossa quota de mercado e do nosso portfólio de destinos”, afirmou o presidente executivo da TAAG, Eduardo Fairen, num anúncio feito durante o Paris Air Show 2023, que começou nesta segunda-feira, dia 19, em Le Bourget, nos arredores da capital francesa.

Na cerimónia de assinatura do novo contrato de leasing para mais quatro aeronaves Airbus A220-300, a TAAG esteve representada por Ana Major, presidente do Conselho de Administração da companhia aérea angolana. Pela parte da ACG esteve o CEO Tom Baker.

A encomenda soma-se aos seis Airbus A220-300 que a TAAG já contratou a outra empresa de leasing internacional, a Air Lease Corporation, confirmou a ‘ch-aviation’. As entregas destas aeronaves estão programadas para começar em abril de 2024, mais de seis meses depois do planeado originalmente devido a atrasos do fabricante. No total a TAAG ficará com uma frota de 10 aviões Airbus A220-300, sendo a primeira vez que a empresa aérea africana integra na sua frota aviões da fábrica europeia. A transportadora estatal angolana usará os A220 para substituir a sua frota de cinco Boeing 737-700, que começaram a entrar na companhia em 2006, idos diretamente da fábrica norte-americana.

Uma vez na companhia, os 10 aparelhos A220-300 e os oito DHC Dash Q8-400 que chegaram a Angola entre 2020 e 2022, reforçarão a rede da TAAG, quer nas rotas domésticas – há vários aeroportos no interior de Angola ainda não servidos por transportes aéreos regulares – quer nas rotas regionais, com grande campo para crescer dada a situação geoestratégica  do país e a próxima abertura do Novo Aeroporto Internacional de Luanda Dr. António Agostinho Neto, que será decisivo para a expansão da TAAG e do tráfego aéreo na área. Terá capacidade para movimentar 15 milhões de passageiros por ano.

Numa recente vista às obras do novo aeroporto, o Presidente da República de Angola disse que o Estado Angolano e a TAAG estão em negociações adiantadas com a Boeing para a renovação da frota de longo curso, presentemente composta por aeronaves Boeing 777-200 e 300.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Colisão de aviões (Dash 8-300 com Cessna 172) em pleno voo no Quénia provoca dois mortos

Uma colisão entre dois aviões, um turboélice de passageiros...

American encomenda 260 aviões à Airbus, Boeing e Embraer com mais 193 opções de compra

A American Airlines anunciou nesta segunda-feira, dia 4 de...

Portway e SINTAC assinam acordo de empresa

A Portway Handling de Portugal assinou com o SINTAC...

Portugueses viajam mais e escolhem a Madeira e Cabo Verde para as férias da Páscoa

Os portugueses estão a comprar mais viagens neste início...