TAAG terá dois voos diários na rota Luanda-Lisboa-Luanda neste Verão

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A TAAG – Linhas Aéreas de Angola anunciou nesta segunda-feira, dia 27 de março, que passou a disponibilizar 14 frequências semanais na rota Luanda-Lisboa-Luanda, uma das rotas internacionais mais consolidados na operação da companhia.

A nova frequência foi adicionada à terça-feira, sendo que, a partir de amanhã, dia 28 de março a TAAG passará a providenciar dois voos por dia, com saída de Luanda às 12h40 (saída diurna) e às 23h45 (saída noturna).

A decisão da TAAG, que já tinha sido anunciada “face ao crescimento da procura de mercado”, faz com que a companhia de bandeira angolana tenha entre as duas capitais o dobro de voos que tem a companhia aérea de bandeira portuguesa, a TAP, que conta atualmente com uma frequência diária, que será mantida no pico de Verão IATA deste ano. A TAP, como justificou em dezembro passado a presidente executiva, não tem equipamento suficiente para dar melhor atenção aos voos de longo curso para África, nomeadamente Angola e Moçambique. Mesmo assim, irá abrir neste Verão a rota entre a cidade do Porto, no norte de Portugal, e Luanda, com três frequências semanais, o que confere à empresa portuguesa um total de 10 ligações semanais entre os dois países.

“Portugal é um dos destinos preferenciais e a porta de entrada da Europa para diversos passageiros, entre turistas, famílias e tecido empresarial oriundo de Angola, África e América do Sul”, destaca o comunicado da TAAG. Paralelamente, Angola posiciona-se como um hub importante para receber e redirecionar tráfego oriundo de Portugal para os diversos destinos TAAG no hemisfério sul.

Em 2023, e tendo como referência os meses completos de janeiro e fevereiro foram transportados na rota Luanda-Lisboa-Luanda 39.306 passageiros, ou seja, duas vezes mais, do que os 18.798 passageiros transportados no período homólogo do ano passado. Adicionalmente, no ano 2022, a rota Luanda-Lisboa registou em média, “uma taxa de ocupação de 72,3%, um indicador positivo dentro dos parâmetros da aviação civil”, considera a TAAG.

Os voos da TAAG entre Angola e Portugal serão feitos com equipamento próprio – Boeing 777-300ER – e com aviões Airbus fretados à companhia Hi Fly, como tem acontecido nos últimos meses, dado o facto de algumas aeronaves da companhia angolana estarem a passar por revisões técnicas mais demoradas, como foi justificado recentemente pelos responsáveis pela TAAG.

 

  • Foto de abertura © Dagoberto-Artavia

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Oferta de voos domésticos para o Nordeste Brasileiro em julho crescerá mais de 10% face a 2023

A oferta de voos domésticos na temporada de férias...

Cabo Verde assegura integração dos trabalhadores da TICV na nova empresa de voos domésticos

O primeiro-ministro cabo-verdiano Ulisses Correia e Silva assegurou nesta...

Kenya Airways regressa a Moçambique quatro anos depois

A companhia aérea queniana Kenya Airways retomou nesta quarta-feira as ligações...