Bem-vindo, !|Sair

TACV pode ficar sem o único Boeing 757-200 da sua frota

O Governo da República de Cabo Verde foi notificado para pagar mais de um milhão e 300 mil dólares, até ao próximo dia 22 de janeiro, sob pena da companhia aérea do país, a TACV (Transportes Aéreos de Cabo Verde), ficar sem o Boeing 757-200, baptizado de ‘Emigranti’, único avião deste modelo na sua frota.

A notícia foi publicada na segunda-feira, dia 11 de janeiro, pelo jornal nacional ‘O Liberal’ que acrescenta que a notificação tem hora marcada, pois deve se paga até às 14h00 de Cabo Verde do dia em que termina o prazo.

O jornal escreve que o governo cabo-verdiano “continua sem conseguir resolver os muitos problemas da TACV, consequência das medíocres gestões, agravadas pelo consulado de João Pereira da Silva, actual presidente do Conselho de Administração da companhia aérea que, entretanto, garante que tem conseguido “resultados encorajadores”.

A notificação é da empresa AerCop e é assinada pelo seu vice-presidente, Morgan McCray Smith, e já é do conhecimento da ministra das Finanças, Cristina Duarte, segundo uma fonte daquele ministério governamental que contactou ‘O Liberal’ e que recordou que, “por diversas vezes, Cristina Duarte se impôs na gestão da empresa, conforme acusações públicas do anterior presidente da TACV, António Neves, tendo sido causadora de prejuízos de milhões de dólares”.

Segundo a fonte do jornal de Cabo Verde, a AerCop reivindica uma dívida de USD $ 2,454,561,17 (dois milhões, quatrocentos e cinquenta e quatro mil, quinhentos e sessenta e um dólares e dezassete cêntimos) à TACV. São cerca de 250 mil contos aproximadamente que a empresa deve. Esta dívida agora cobrada tem a ver com garantias dadas pelo Governo da Cidade da Praia a 20 de Abril de 2012 a favor da ‘International Lease Finance Corporation’, que é a empresa onde foi feito o leasing do Boeing 757 ‘Emigranti’ e cujo pagamento não está a ser cumprido.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica