TAP reduz quatro aviões – Três A319 seguiram para desmantelamento

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A TAP Air Portugal reduziu mais três aviões na frota de Airbus A319, utilizados nas rotas de médio curso da companhia, nomeadamente para cidades europeias e para as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Na manhã desta quinta-feira, dia 14 de janeiro, O CS-TTH descolou do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na cidade do Porto, rumo a Kemble, na Inglaterra, onde será desmantelado. O mesmo destino terão outros dois aviões, o CS-TTI e o CS-TTK, que chegaram também nesta quinta-feira àquele aeroporto, provenientes do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

A partir de agora a frota da TAP conta com nove aparelhos A319 ativos: CS-TTG, CS-TTJ, CS-TTL, CS-TTM, CS-TTN, CS-TTO, CS-TTP, CS-TTR e CS-TTS.

Muitas das rotas dos A319, nomeadamente para as regiões autónomas, estão a ser feitas pela frota de aviões Embraer 190 e 195 da Portugália Airlines (TAP Express), empresa do Grupo TAP. Em breve deverão chegar mais aparelhos desses modelos, não estando fora de hipótese a eventual aquisição de aparelhos mais modernos, da nova geração E-Jets E2. Uma decisão que será tomada pela nova administração na Primavera.

 

Airbus A330-200 que foi da ex-TAM devolvido nesta semana ao lessor

Além dos três Airbus A319, mais um A330-200 vai abandonar nesta semana a frota da companhia de bandeira portuguesa. O CS-TOR (foto de abertura), equipado com motores General Electric GE-CF6 já regressou a Lisboa, após ter permanecido cerca de cinco meses parqueado no Aeroporto Tom Jobim/Galeão, na cidade do Rio de Janeiro, ao cuidado da TAP M&E Brasil, estação MRO integrada no Grupo TAP.

O avião deverá deixar Lisboa na próxima sexta-feira, dia 15 de janeiro, pelas 07h00, com destino a Tarbes/Lourdes, nos Pirinéus Franceses, onde será entregue à empresa de leasing GECAS e, para já, ficará armazenado. Trata-se de um avião com mais de 17 anos de serviço. Começou a voar para a companhia brasileira TAM (atual LATAM Airlines Brasil) em julho de 2002, onde lhe foi atribuído o registo PT-MVK. Passou em abril de 2014 para a TAP Air Portugal, de onde se despede nesta semana.

A TAP mantém em atividade dois aviões A330-200 que estão configurados provisoriamente para transportar carga na cabina e que ostentam a designação exterior TAP CARGO (CS-TON e CS-TOP) e um que está em linha para transporte de passageiros, o CS-TOO.

Ainda permanecem no Rio de Janeiro dois outros Airbus A330-200, registos CS-TOL e CS-TOM, que foram submetidos a grandes inspeções técnicas e que serão brevemente devolvidos aos lessors, após uma breve passagem por Portugal.

Logo que abrande a pandemia e o movimento de cargas a que deu origem, o que se espera aconteça dentro de um ano, a IATA e as autoridades reguladoras nacionais deixarão de permitir o transporte provisório de cargas nas cabinas dos aviões de passageiros. Nessa ocasião muitas companhias terão de reformular as suas frotas de longo curso. No caso da TAP, tudo depende do Plano de Reestruturação e da nova administração da empresa. Contudo, fontes da companhia portuguesa apontam para a saída de todos os aviões A330-200 até ao próximo ano, ficando a frota de longo curso da constituída apenas por aviões Airbus A330-900neo.

 

  • Texto elaborado com informações da Aviação TV
  • Foto de abertura © Valdemar Madeira

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Governo Português envia avião da TAP com ajuda humanitária para o Rio Grande do Sul

O Governo português vai enviar, na próxima terça-feira, dia...

GOL e AZUL anunciam acordo de ‘codeshare’ que vigorará a partir do final de junho

As companhias aéreas brasileiras GOL e Azul anunciam nesta...

SATA Air Açores transportou doentes do Hospital de Ponta Delgada que estavam na Madeira

A SATA Air Açores realizou nesta quarta-feira, dia 22...