Bem-vindo, !|Sair

TAP teve o maior aumento de passageiros em Lisboa no ano passado

 width=“750” height=

Apesar de uma primeira metade do ano a decrescer, a TAP ainda acabou o ano de 2016 na liderança das companhias com maiores aumentos de passageiros no Aeroporto Internacional de Lisboa, por um aumento de mais de 780 mil passageiros no segundo semestre.

Dados do Aeroporto de Lisboa a que a agência de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR’ teve acesso mostram que a TAP acabou o ano de 2016 com 10,95 milhões de passageiros, com um aumento relativo ‘modesto’, em 6,9%, o que a levou a ter uma queda da quota de mercado em 2,2 pontos, para 48,8%, mas que em valor absoluto foi o maior do ano, com mais 711,3 mil passageiros, equivalendo a 30% do aumento global do aeroporto e excedendo o aumento conjunto de Ryanair, EasyJet e Transavia.com, que foram as outras três companhias com maiores aumentos em 2016.

A Ryanair, segunda maior companhia em Lisboa, foi também a que teve o segundo maior aumento do ano, com mais 278,7 mil passageiros (+12,5%, para 2,5 milhões), e a EasyJet, terceira maior também foi a que teve o terceiro maior aumento do ano, com mais 215,7 mil que em 2015 (+11,3%, para 2,12 milhões).

Seguiram-se a Transavia.com, low cost do Grupo Air France KLM, com mais 184 mil passageiros (+37,9%, para 669,9 mil), e a Vueling, low cost do IAG, com mais 103,2 mil (+21,8%, para 576,7 mil).

Estes dados mostram, assim, que quatro das cinco companhias com maiores aumentos de passageiros em 2016 no Aeroporto de Lisboa são low cost, e a exceção é a TAP que, por si só, com mais 711,3 mil passageiros que em 2015, não ficou longe do aumento conjunto das quatro maiores low cost (mais 781,7 mil).

Depois deste Top5, as companhias com maiores aumentos de passageiros entre as que já tinham operações consolidadas em Lisboa no ano de 2015 foram a Emirates, com um aumento de 74,6 mil passageiros (+30,1%, para 322,5 mil), a Aigle Azur, com mais 64,5 mil (+55,7%, para 180,4 mil), a Wizz Air, com mais 63,5 mil (+125,9%, para 114 mil), a SATA Internacional, com mais 60 mil (+15%, para 460 mil), e a Eurowings, nova marca do Grupo Lufthansa, com mais 46 mil (+33%, para 185,3 mil).

 

 

A este grupo somaram-se ainda as ‘novidades’: a britânica Monarch, que no ano passado transportou 97,6 mil passageiros de/para Lisboa; a brasileira Azul, com 64,9 mil passageiros; a romena Blue Air, com 27,4 mil; e a grega Aegean, com 21,9 mil.

Por número de passageiros transportados de/para Lisboa em 2016, os dados a que o ‘PressTUR’ teve acesso indicam que o Top5 foi constituído por TAP, com 10,95 milhões (+6,9%), Ryanair, com 2,5 milhões (+12,5%), EasyJet, com 2,12 milhões (+11,3%), Transavia.com, com 6699 mil (+37,9%), e Vueling, com 576,7 mil (+21,8%).

Relativamente a 2015, a única diferença é a saída da Lufthansa, que baixou de 4ª maior para 6ª, com 544,8 mil passageiros (+3,2%).

Seguiram-se a SATA Internacional, com praticamente 460 mil passageiros (+15%), a Iberia, com 454,2 mil (+7,1%), a Air France, com 416,2 mil (+4%), e a Emirates, com 322,5 mil.

Ainda com mais de 200 mil passageiros de/para Lisboa em 2016 contaram-se a British Airways, com 297,6 mil (+5,3%), a KLM, com 275,6 mil (+8%), a Air Europa, com 249,8 mil (-3,5%), a TAAG, com 239,5 mil (+19,2%), e a Swiss, com 205,5 mil (+10,5%).

Com mais de cem mil mas menos de 200 mil passageiros estiveram a Eurowings, com 185,3 mil (+33%), a Aigle Azur, com 180,4 mil (+55,7%), a Turkish Airlines, com 175,6 mil (+0,1%), a Brussels, com 141,9 mil (+24,6%), a United, com 137,6 mil (+32%), a Orbest, com 129,4 mil (+43,8%), a Aer Lingus, com 119,1 mil (+26,5%), e a Wizz Air, com 114 mil (+125,9%).

Globalmente, de acordo com os dados do Aeroporto de Lisboa, dos 22,449 milhões de passageiros de voos comerciais contabilizados no ano passado, 99,1% ou 22,239 milhões viajaram em voos regulares, que tiveram um aumento em 12%, enquanto os voos não regulares ou charters tiveram uma queda em 8,9%, para 191 mil.

Em voos regulares, 71,6% ou 15,92 milhões voaram em companhias ‘tradicionais’, com 53,3% ou 11,858 milhões em portuguesas e com 18,3% ou 4,06 milhões em estrangeiras.

As companhias low cost, por sua vez, somaram 6,3 milhões de passageiros, representando 28,4% do aumento total de 2016.

Estas foram as companhias que apresentaram o maior aumento relativo do ano, com +18,5% que em 2015, seguindo-se as ‘tradicionais’ estrangeiras, com +12,1% e, depois, as portuguesas, com +8,7%.

 

  • Matéria publicada pela agência de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR‘ parceira editorial do ‘Newsavia’ em Portugal.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica