Bem-vindo, !|Sair

USAF escolheu Northrop Grumman Boeing e Lockheed já reagiram


A US Air Force escolheu a Northrop Grumman para construir a sua nova frota de Bombardeiros de Ataque de Longo Alcance, derrotando a Boeing e a Lockheed, anunciaram responsáveis do Pentágono, no dia 27 de Outubro. A secretária da USAF, Deborah Lee James disse que os Long-Range Strike Bombers (LRS-B) são cruciais para manter a dissuasão nuclear dos Estados Unidos, devido à idade avançada das actuais frotas de bombardeiros. A Força Aérea americana também precisa de contra-atacar a proliferação de tecnologia anti-acesso/anti-autorização (A2/AD), acrescentou.

O acordo LRS-B é constituído por duas partes: o contrato para a fase de engenharia e desenvolvimento da construção é um contrato do tipo reembolsável, com incentivos de custos e performance que minimizam o lucro do contratante se as estimativas de custos e os calendários não são cumpridos; e as opções para os primeiros cinco lotes de produção, envolvendo 21 aviões de um total de uma frota de 100 aparelhos. São opções de preço fixo com incentivos de custos. Uma estimativa independente de custos aponta para 21.400 milhões de dólares para esta fase, com o custo unitário por avião de 564 milhões de dólares.

Os responsáveis do Pentágono escusaram-se a fazer comentários sobre o número de aparelhos de teste. Também não revelaram quaisquer detalhes de performance ou design do avião, nem quantos fornecedores irão estar envolvidos. Por sua vez, a Northrop Grumman escusou-se a revelar uma imagem do novo avião.

Num comunicado do dia 27 de Outubro, a Boeing e a Lockheed afirmam estar desiludidas com a escolha e pretendem perceber como é que o concurso foi avaliado em termos de preços e riscos pois acreditam que ambas oferecem muito mais experiência, capacidade e recursos para este importante programa de recapitalização.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica