Veículo hipersónico russo poderá voar em 2019

O Gromov Flight Research Institute russo estima que o último veículo de teste hipersónico GLL-AP-02 voará daqui “a três ou quatro anos”, embora os constrangimentos financeiros e alguns aspectos técnicos tenham travado o seu desenvolvimento. Sergei Pernitsky e Sergei Vasilievich, do referido instituto, disseram no MAKS air show, em Moscovo que o trabalho no veículo de voo científico está a progredir, mas devagar. O GLL-AP-02 é o equivalente russo do Boeing X-51 americano e do WU-14 chinês. É o último de uma série de veículos de testes hipersónicos russos impulsionados por foguetões, após os projectos GLL-VK e GLL-31.

O Gromov Flight Research Institute apresentou um modelo do veículo no MAKS 2013, embora estivesse ausente do certame realizado este ano. Pernitsky e Vasilievich disseram que as sanções ocidentais não tiveram qualquer impacte no projecto e esperam que este vá em frente tão depressa quanto possível com base nos dados dos voos hipersónicos reunidos em anteriores experiências. A pesquisa tem aplicações militares e civis, acrescentam.

As sanções ocidentais também parecem não ter afectado o envolvimento da Rússia noutro projecto científico de voo hipersónico, chamado Hexafly. Rússia, Austrália e União Europeia são parceiros neste programa, que está a amadurecer diversas aeroestruturas para o transporte civil a alta velocidade.

O central Aerohydrodynamic Institute russo apresentou dois modelos de túnel de vento do Hexafly no MAKS.

Fonte e Fotos : Flightglogal

Hexafly-International

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica