Bem-vindo, !|Sair

Provas do Lisboa Air Race começam esta manhã no Parque das Nações

 width=

No Lisboa Air Race que se disputa neste fim-de-semana, dias 2 e 3 de julho, sobre o Estuário do Rio Tejo, frente ao Parque das Nações, na cidade de Lisboa, estarão em competição três classes de aeronaves – Vintage, Sport e Extreme – que terão nos seus comandos experimentados pilotos nacionais e internacionais. Apó um conjunto de qualificações e super-qualificações, os concorrentes alinharão numa grelha de partida, ao melhor estilo das ‘Reno Air Races’, definida em função dos tempos e resultados previamente obtidos.

Para a temporada 2016/2017 foram escolhidas algumas das mais espetaculares cidades do mundo, cujas belezas naturais escondem extraordinários desafios, tais como altas temperaturas, ventos fortes e mudanças rápidas das condições climatéricas, que os pilotos terão de superar.

A Lisboa Air Race, tal como as restantes provas do ARC – Air Race Championship, irá ter lugar num circuito aéreo desafiador e exclusivo. Terão início pelas 11h05 deste sábado, dia 2 de julho. Esta fase preliminar terão por objectivo alinhas os pilotos para as eliminatórias que na parte da tarde apurarão os aviões e pilotos que disputarão as finais no domingo, dia 3 de julho. Na verdade, não terá uma, mas sim duas pistas – Circuito e Match – que irão criar um cenário único sobre água, onde os pilotos vão, a baixa altitude e a alta velocidade, competir pelo primeiro lugar.

O circuito principal em forma hexagonal, tem um comprimento total de 4 km com uma carga máxima constante de 3,5 g a 400 km/h, sendo demarcado por pylons insufláveis com 25 metros de altura, os quais foram projetados e construídos para serem capazes de aguentar ventos fortes, sendo, no entanto, suficientemente delicados para colapsar sem causar danos caso sejam atingidos por uma aeronave.

Para o Match, dois circuitos paralelos de 1,2 km de comprimento (as duas retas Circuito) marcados pelo mesmo tipo de pylon. Os aviões irão voar num circuito curto com voltas apertadas, num desafio um contra um, enfrentando uma manobra vertical de inversão de sentido de 6,0 g.

 

QUALIFICAÇÃO

A voar em formação de 4 aviões, os pilotos vão tentar fazer o circuito no menor tempo possível, competindo uns com os outros, mas acima de tudo contra si próprios. O melhor tempo de cada piloto, irá determinar a posição na grelha para a qualificação da ronda seguinte, ou seja, a quali cação para Match.

 

QUALIFICAÇÃO MATCH

Esta qualificação consiste em dois pilotos realizando simultaneamente, um contra um, duas chicanes e uma manobra de inversão num circuito paralelo. Mais do que melhorar os seus tempos, os pilotos têm que ganhar esse confronto direto para continuar na corrida. Não há segundo lugar, só um pode ganhar. Os pontos conquistados durante a qualificação irão determinar a posição da grelha de partida para a corrida final.

 

CORRIDA

Ao chegarem a esta fase, os pilotos apenas completaram parte do seu percurso na Lisboa Air Race. O grande desafio começa agora: a corrida. Oito pilotos voam simultaneamente lado a lado num circuito oval com 4km de perímetro, onde irão aplicar toda a sua técnica e perícia para conseguirem manter a máxima velocidade no menor raio de volta possível, e, assim, se sagrarem vencedores da prova de Lisboa, dando um primeiro passo rumo à vitória no campeonato ARC – Air Race Championship 2016/2017.

 

CAMPEONATO

As classificações obtidas pelos pilotos na Lisboa Air Race e nas provas que se lhe seguirem, servirão, à semelhança do que acontece na Fórmula 1 e no Moto GP, para hierarquizar a posição daqueles no campeonato ARC – Air Race Championship, e, no final da época 2016/2017, encontrar o primeiro campeão ARC.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica