A OGMA está capacitada para manutenção e modernização do A-29 Super Tucano 

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Embraer anunciou nesta quarta-feira, dia 14 de setembro, o início do processo de capacitação da OGMA S.A., subsidiária de empresa em Portugal, para executar suporte e manutenção do A-29 Super Tucano, além de futuras modificações na aeronave que atendam requisitos dos clientes presentes e futuros na região.

A OGMA será a primeira empresa na Europa, Médio Oriente e África (EMEA) a possuir estas capacidades. Atualmente, a OGMA já presta suporte logístico ao aparelho que faz as demonstrações do A-29 Super Tucano, que tem como base de operações a empresa portuguesa, com sede em Alverca do Ribatejo, fornecendo técnicos para viabilizar missões de demonstração em todo o mundo.

Com mais de 260 unidades entregues, a aeronave A-29 já foi selecionada por mais de 15 forças aéreas, incluindo forças armadas da região EMEA como Mali, Mauritânia, Nigéria, Burkina Faso e Angola.

“Estamos a acompanhar a evolução do mercado para o A-29 Super Tucano e pretendemos que a OGMA seja um centro de serviços de excelência para a aeronave,” disse Johann Bordais, presidente e CEO da ‘Embraer Serviços e Suporte’. “A OGMA é um ativo estratégico da Embraer na região EMEA, tendo um papel central nos vários projetos presentes e futuros da nossa empresa.”

 

Inicialmente, a OGMA estará certificada para a manutenção do A-29, o que visa gerar receita na prestação de serviços a clientes atuais, constituindo mais uma oportunidade imediata para a OGMA continuar a crescer, gerar valor em Portugal e reforçar o Cluster Aeronáutico nacional. No passo seguinte, abre-se uma outra oportunidade para a empresa, associada à modernização do A-29 para atender às futuras necessidades dos seus atuais operadores.

“O A-29 Super Tucano está a gerar muito interesse em várias Forças Aéreas da Europa. A Embraer, em conjunto com a OGMA, na área de serviços, está a preparar-se para dar uma resposta ao mercado executando as modificações e evolução tecnológica necessárias para atender às várias missões da forma mais eficaz possível”, considera Jackson Schneider, presidente e CEO da ‘Embraer Defesa e Segurança’, citado num comunicado da construtora aeronáutica brasileira distribuído no Brasil e em Portugal.

Desde a privatização da OGMA, a Embraer mantém investimentos regulares na empresa portuguesa, com ênfase nas áreas que promovem uma integração da OGMA no negócio global da Embraer. A Embraer tem um compromisso estratégico de longo prazo com Portugal no desenvolvimento de seu ecossistema aeroespacial e de defesa, permanecendo como o país onde a empresa mais investe na sua capacidade industrial fora do Brasil.

O exemplo mais recente foi um investimento de 74 milhões de euros na OGMA, permitindo à empresa obter a certificação para a manutenção dos motores GTF da ‘Pratt & Whitney’, utilizados pela nova geração de aviões comerciais. Este acordo irá criar 300 postos de trabalho e poderá triplicar o volume de negócios anual da OGMA para 600 milhões de euros, refletindo também o interesse da Embraer em ampliar o escopo de suas atividades em Portugal e, assim, agregar valor à economia local.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Sevenair Academy vai treinar pilotos cadetes nórdicos nas suas instalações em Ponte de Sor

A Sevenair Academy, escola portuguesa de pilotos e técnicos...

Governo de Angola contrata empresa britânica para elaborar o Plano Diretor da nova ‘Aerotropolis de Luanda’

A empresa britânica ‘Foster + Partners’ foi contratada pelo...

GOL apresenta “o mió da roça” em avião temático do Chico Bento 

Inspirada no personagem Chico Bento, a GOL Linhas Aéreas...

Centro Digital de Aviação em Portugal acelera a transformação digital e a inovação na TAP

‘Tata Consultancy Services’ estabelece um centro de excelência em...