Bem-vindo, !|Sair

Administração da TAP define nova ‘cadeia de comando’

A TAP, S. A., empresa que concentra o transporte aéreo de passageiros e carga, bem como a manutenção, tem uma nova “estrutura organizacional”, segundo anunciou na sexta-feira internamente o CEO, Fernando Pinto, que refere que se trata de uma decisão aprovada na passada terça-feira pelo Conselho de Administração.

Como já era público, no ‘topo da pirâmide’ está um Conselho de Administração que reúne mensalmente e cujos objectivos são “aprovar e orientar as principais decisões estratégicas e de investimento com a missão de proteger o valor e o interesse do accionista. “

Fazem parte do Conselho de Administração os dois novos accionistas, Humberto Pedrosa e David Neeleman, bem como os três membros do primeiro escalão da gestão executiva, a Comissão Executiva, composta por Fernando Pinto, CEO, Trey Urbahn, com “Receita”, e David Pedrosa, com “Finanças”, mas como especifica o documento a que o ‘PressTUR‘ teve acesso, as “Responsabilidades são apenas indicativas [pois as] Decisões são tomadas de forma colegial”.

Ainda assim, o desenho da estrutura mostra uma linha directa de responsabilização de Trey Urbahn pelas áreas de Vendas e Distribuição, Marketing e Comunicação, Rede e Gestão de Receita, bem como Alianças e Relações Externas e Planeamento de Frota.

‘Abaixo’ desse primeiro nível de responsabilidade executiva passa a estar um SET, de Senior Executive Team (Equipa Executiva Sénior) de dez membros de que uma das novidades relativamente ao que já era público é a inclusão de Manoel Torres, um dos quadros que veio do Brasil para a TAP como Fernando Pinto e que até à privatização era o administrador responsável designadamente pelo desenho da rede e o revenue management.

TAP Organigrama mar2016 850px

O SET, que reúne duas vezes por mês, além dos membros da Comissão Executiva e de Manoel Torres, inclui também os responsáveis directos pelas Vendas e Distribuição (Luiz Mór), Marketing e Comunicação (Abílio Martins), Rede e Gestão de Receita (Elton D’Souza), Operações (Jason Ward), Manutenção (Mário Faria) e Finanças (Teresa Lopes).

O papel do SET, de acordo com o documento a que o ‘PressTUR’ teve acesso, é “afinar a estratégia e traduzi-la num plano de negócio com objectivos chave para as áreas; priorizar as principais iniciativas. Supervisionar as operações do dia-a-dia (Equipa de Liderança será convidada a participar conforme apropriado de acordo com o SET).

Além do SET, o novo modelo consagra um LT, do inglês para Leadership Team (Equipa de Liderança), a reunir também duas vezes por mês, “alternadamente em relação ao SET, e que tem como objectivos a “Implementação do negócio day-to-day e tomada de decisões tácticas; assegurar esforços coordenados. O foco das reuniões da Equipa de Liderança começarão a mudar mais para o alinhamento interno vis-à-vis a tomada de decisão”.

A LT inclui o SET, convidados do SET e os responsáveis pelas áreas de Tecnologias de Informação (Eduardo Rodrigues), Recursos Humanos (Victor Vale) e Portugália (Luiz Lapa).

Além desses dois níveis, o modelo consagra reuniões mensais da “Equipa de Gestão”, definida como “LT e Gestores, conforme apropriado”, para “Garantia de alinhamento e comunicação em cascata na organização, atuando como feedback para a gestão”.

 

  • Texto publicado pelo portal de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR, parceiro editorial do ‘Newsavia’ em Portugal

1 Comments

  1. Espero agora que a TAP faça o salto necessário para a sua defintva estabilidade económica em prol do bom nome da própria companhia de bandeira nacional.
    Faço votos de muito sucesso num futuro imediato!

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica