Bem-vindo, !|Sair

Aeroporto do Porto ultrapassou em Novembro total de passageiros de 2014


 

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na cidade do Porto, norte de Portugal, fixou no fim de Novembro um novo recorde anual de passageiros, com 7,49 milhões, mais 561,4 mil que em todo o ano de 2014, em grande parte devido ao crescimento verificado em rotas domésticas, as quais superam os 12 meses do ano passado por 241,6 mil passageiros, o que equivale a 43% do aumento total.

Dados do Aeroporto do Porto a que a agência de notícias de turismo e viagens PressTUR teve acesso indicam França se mantém a principal origem/destino de passageiros do Aeroporto do Porto, com 1,85 milhões nos primeiros onze meses deste ano, o que equivale a 24,7% do total do período.

Em variação relativamente aos primeiros onze meses de 2014, porém, são os voos de/para outros aeroportos portugueses do Continente e Regiões Autónomas que são as ‘estrelas’ de 2015, com um aumento em 35,8% ou 314,5 mil, para 1,19 milhões (15,9% do total).

Portugal cotou-se assim como a segunda maior origem/destino de passageiros no Aeroporto do Porto, seguindo-se, com mais de 5% do total de passageiros, Espanha com 938,7 mil (12,5% do total), Alemanha com 811 mil (10,8% do total), Suíça com 788 mil (10,5% do total), e Reino Unido com 585,6 mil (7,8% do total).

Depois vêm Bélgica, com 344,2 mil (4,6% do total), Itália com 266,7 mil (3,6% do total), Holanda com 213,9 mil (2,9% do total), Luxemburgo com 148,8 mil (2% do total), e Turquia com 300,7 mil (0,4% do total).

Os dados a que o ‘PressTUR’ teve acesso permitem verificar que oito dos dez principais mercados de origem/destino de passageiros ultrapassaram em até Novembro deste ano, inclusive, o total do ano de 2014 e atingiram, assim, novos recordes anuais.

O maior aumento foi o verificado nas rotas domésticas (mais 241,6 mil passageiros que em todo o ano de 2014), seguindo-se Alemanha com mais 91 mil, Espanha com mais 77,1 mil, França com mais 52,9 mil, Reino Unido com mais 51,3 mil, Suíça com mais 29,1 mil, Luxemburgo com mais 25,3 mil, e Bélgica com mais 21,9 mil.

As excepções são Itália e Holanda, cujos totais de Janeiro a Novembro deste ano ainda ficaram, respectivamente, 14 mil e 9,3 mil passageiros abaixo do total do ano de 2014, o que reflecte o facto de serem os únicos mercados nos Top10 que não crescem a dois dígitos relativamente aos primeiros onze meses do ano passado, tendo subidas em 1,8% e em 2,4%, respectivamente.

Em percentagem o crescimento homólogo mais forte é das linhas domésticas, com +35,8%, seguindo-se Luxemburgo com +33%, Alemanha com +21,8%, Reino Unido com mais 18,4%, Espanha com +16,8%, Bélgica com +15,1%, Suíça com +14,1%, e França com +11,6%.

Em valor absoluto, depois do aumento em 314,5 mil passageiros nas rotas domésticas, os maiores aumentos são nas ligações com França com mais 192,4 mil, Alemanha com mais 145,1 mil, Espanha com mais 135 mil, Suíça com mais 97,4 mil, Reino Unido com mais 91 mil, Bélgica com mais 45,1 mil, Luxemburgo com mais 36,9 mil, Holanda, com mais cinco mil, e Itália com mais 4,8 mil.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica