Aeroportos de Cabo Verde perderam dois milhões de passageiros no espaço de um ano

O movimento de passageiros nos aeroportos da República de Cabo Verde caiu 67% no primeiro semestre do ano, em termos homólogos, para menos de 215 mil, devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19, indicam dados oficiais revelados pela ASA – Aeroportos e Segurança Aérea de Cabo Verde.

De acordo com dados de um relatório estatístico da ASA, os aeroportos e aeródromos do arquipélago registaram no primeiro semestre de 2021 um movimento de 5.152 aeronaves em embarques e desembarques (quebra de 43% face a 2020), em voos internacionais e domésticos.

Já o número de passageiros em embarques, desembarques e trânsito foi 100.905 em voos domésticos e 112.933 em voos internacionais, totalizando desta forma um movimento global de 213.838 passageiros, contra os 640.876 em igual período de 2020. Contudo, os aeroportos nacionais só funcionaram em 2020 até março, tendo sido suspensas todas as ligações aéreas, domésticas (até julho) e internacionais (até outubro), para conter a pandemia de covid-19.

 

TAP Portugal foi a principal operadora nos voos internacionais para Cabo Verde

Nos voos internacionais, a companhia aérea portuguesa TAP “foi a principal operadora, com um total de 64.527 passageiros de e para Cabo Verde”, destaca o relatório da ASA sobre o movimento de janeiro a junho deste ano.

Acrescenta que entre Lisboa e a Cidade da Praia, na ilha de Santiago, foram transportados cerca de 44 mil passageiros, sendo mesmo “a única rota que cresceu” – mais 27% face a 2020 –, enquanto na rota Lisboa-São Vicente foram transportados 15 mil passageiros (-22%) e para a ilha do Sal apenas seis mil passageiros (-75% face a 2020).

Segundo os dados da ASA, o Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal, a mais turística de Cabo Verde e que antes da pandemia registava um movimento anual acima de um milhão de passageiros, contou no primeiro semestre deste ano com apenas 43.180 passageiros em desembarques e embarques de voos internacionais e domésticos, representando uma quebra de 88% face ao mesmo período de 2020.

Globalmente, os aeroportos nacionais de Cabo Verde movimentaram quase 776.000 passageiros em 2020, perdendo praticamente dois milhões de passageiros no espaço de um ano (-72%), devido à pandemia, segundo dados anteriores da ASA.

 

  • Na imagem de abertura vemos um avião da TAP Air Portugal no Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na cidade da Praia. Foto © Carlos Freitas

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica