Aeroportos portugueses baixaram quase 35 milhões de passageiros

Com uma quebra de quatro milhões no mês de outubro, os aeroportos portugueses acumulam uma quebra de 34,97 milhões de passageiros nos primeiros dez meses deste ano, mais de metade da qual no Aeroporto de Lisboa, que está com menos 18,22 milhões que no período homólogo de 2019.

Dados dos dez aeroportos portugueses geridos pela ANA/Vinci Airports a que a agência de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR’ teve acesso, indicam que no mês de outubro os aeroportos tiveram uma quebra do número de voos em 54,7%, com uma redução de 20,8 mil, para 17,2 mil, e passageiros embarcados e desembarcados foram 1,37 milhões, com uma quebra em 74,5% ou quatro milhões em relação ao mês homólogo de 2019.

Outubro foi assim um mês de agravamento do impacto negativo da pandemia de covid-19 no transporte aéreo de passageiros de e para Portugal, que em agosto e setembro tivera algum abrandamento, com as quebras de passageiros a ficarem abaixo dos 70 por cento.

Desta forma, a quebra acumulada este ano, que estava em abrandamento, inverteu a tendência e situa-se em 56,7% em número de voos e 68,2% em número de passageiros, que significam a perda de mais de 200 mil voos e quase 35 milhões de passageiros.

A 30 de outubro os dez aeroportos da ANA/Vinci somavam um total de 159,3 mil voos e 16,3 milhões de passageiros movimentados neste ano.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica