Airbus reduz impacto ambiental utilizando combustível SAF na frota Beluga

A Airbus deu um passo em frente na redução industrial da sua pegada de carbono com o voo inaugural de um super-transportador Beluga utilizando combustível de aviação sustentável (SAF – Sustainable Aviation Fuel).

O Beluga, matrícula F-GSTF, partiu das instalações da Airbus em Broughton, no Reino Unido, transportando asas de aeronaves para a linha de montagem da fábrica aeroespacial europeia em Toulouse, na França.

Broughton tornou-se assim o segundo sítio europeus da Airbus a usar SAF, depois de Hamburgo ter introduzido este combustível para os transportes de carga no final de 2019.

“Este primeiro voo de um cargueiro Beluga a partir de Broughton, parcialmente abastecido com SAF, marca um momento importante na ambição da Airbus de descarbonizar as suas operações industriais”, disse Tony Derrien, responsável do Projeto de Combustíveis Sustentáveis para Aviação da Airbus.

“Combinado com a nossa pesquisa atual acerca do potencial uso de 100% de SAF em voos comerciais, e reduzindo os combustíveis fósseis nas nossas próprias operações, este momento sublinha o compromisso da Airbus em diminuir o impacto da pegada da nossa produção e contribuir para um futuro mais sustentável para o sector da aviação em geral”, refere Tony Derrien, citado num comunicado de imprensa distribuído esta semana pela Airbus.

Os combustíveis sustentáveis para a aviação são atualmente certificados pelos reguladores para uso numa mistura até 50% em voos comerciais; a frota de Beluga que opera a partir de Broughton será inicialmente abastecida com uma mistura de 35% de combustíveis não-fósseis, desenhada para reduzir as emissões de CO2 em mais de 400 toneladas nos próximos três meses.

O SAF utilizado pela frota da Beluga é feito a partir de matérias-primas reutilizadas e sustentáveis, como óleo de cozinha, e fornecido à Airbus em Broughton e em Hamburgo pela Air BP.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica