American Airlines revela perdas de mais de dois mil milhões de euros no 2º trimestre

A American Airlines anunciou nesta quinta-feira, dia 23 de julho, que perdeu 2,07 mil milhões [bilhões no Brasil] de dólares (1,78 mil milhões de euros) no segundo trimestre deste ano, o que atribuiu à queda nas viagens aéreas causada pela pandemia de covid-19.

Entre abril e junho de 2019, a companhia aérea tinha alcançado um lucro de 662 milhões de dólares.

O volume de negócios da companhia aérea no segundo trimestre deste ano, que coincidiu com as medidas de confinamento adotadas para travar a pandemia, caiu 86% para 1,62 mil milhões de dólares, indicou a American Airlines em comunicado.

“Este foi um dos trimestres mais difíceis da história da American Airlines”, afirmou o presidente executivo da empresa, Doug Parker, citado no comunicado, destacando os esforços da companhia aérea para “aumentar a liquidez, manter trabalhadores e garantir que os clientes viajam com segurança”.

No primeiro semestre, as perdas da maior companhia aérea dos Estados Unidos em número de passageiros ascendem a 4,30 mil milhões de dólares, face ao lucro de 847 milhões de dólares no mesmo período de 2019, apesar de uma melhoria na procura em maio e junho, após “tocar no fundo” em abril, segundo o comunicado.

A companhia espera que no terceiro trimestre a sua capacidade de voo seja inferior em 60% à registada no mesmo período do ano passado.

A American Airlines, que tem atualmente cerca de 130 mil funcionários, já advertiu no início deste mês que poderá dispensar até 25 mil trabalhadores em outubro, aumentando a vaga de despedimentos que deverá atingir o setor no outono.

Como outras empresas que beneficiaram em março de um pacote de apoio governamental de 25 mil milhões de dólares, a companhia comprometeu-se a não eliminar empregos até 30 de setembro.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica