American quer mais apoios do governo dos EUA para não despedir mais pessoal

A American Airlines, a maior companhia aérea comercial do mundo, ameaça despedir até 13 mil trabalhadores se a ajuda governamental em vigor até abril, nos Estados Unidos da América, não for prolongada e se se mantiver a queda de tráfego causada pela pandemia de covid-19.

“Vamos trabalhar com os sindicatos para fazer tudo o que pudermos para mitigar o impacto [da queda de tráfego] no emprego” referem os gestores da companhia aérea numa carta aos trabalhadores, divulgada pelas agências internacionais nesta quarta-feira, dia 3 de fevereiro.

Em outubro, a procura global de viagens aéreas registou uma queda de 70,6%, face ao mesmo mês do ano passado, impactada pela pandemia de covid-19, segundo os dados da IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo.

De acordo com a associação, os voos internacionais foram os mais afetados, com uma queda de 87,8% em comparação com outubro de 2019.

No final de setembro a IATA indicou que baixou as suas projeções para 2020, apontando para uma queda de 66% no tráfego mundial.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica