ANA prevê para este sábado cancelamento de 65 voos no Aeroporto de Lisboa

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A ANA – Aeroportos de Portugal aumentou de 32 para 65 a previsão de voos cancelados durante este sábado, dia 2 de julho, com destino e origem no Aeroporto Humberto Delgado/Lisboa, devido a constrangimentos em vários aeroportos europeus.

“Devido a um conjunto de constrangimentos em vários aeroportos europeus, estão previstos, para o dia de hoje, 65 voos cancelados – 40 chegadas e 25 partidas”, informou a ANA, numa nota enviada à agência de notícias ‘Lusa’, ao fim da tarde.

Esta informação atualiza os dados divulgados pela ANA cerca de duas horas antes, que apontavam para o cancelamento de um total de 32 voos no aeroporto de Lisboa, nomeadamente 18 chegadas e 14 partidas.

Neste âmbito, “o aeroporto de Lisboa implementou medidas para apoiar as companhias aéreas, nomeadamente a instalação de balcões móveis suplementares para reagendamento de voos”, afirmou a empresa concessionária dos aeroportos, indicando que foram também reforçadas as equipas de apoio aos passageiros e distribuição de águas.

“Aconselhamos os passageiros com voo marcado para hoje a contactarem as companhias aéreas”, indicou a ANA.

De acordo com a informação disponível no ‘site’ da ANA, até às 16h30 deste sábado tinham sido canceladas três dezenas de voos com origem e destino em Lisboa.

Em causa estão, segundo informações recolhidas no referido ‘site’, voos com destino várias cidades europeias, mas também a Filadélfia (EUA), Acra (Gana), Dakar (Senegal), Porto Santo e Varadero (Cuba).

Do lado das chegadas há também indicação de cancelamento de vários voos que estavam previstos aterrar em Lisboa durante a manhã, provenientes de origens tão variadas quanto Tanger, Porto, Sal, Bratislava, Madrid, Paris, Milão, Frankfurt, Roma, Recife ou Casablanca.

Até ao final do dia, a informação atualmente disponível aponta para o cancelamento de mais de duas dezenas de voos com origem e destino a Lisboa.

Os cancelamentos de voos aliados ao aumento da procura têm gerado a criação de longas filas nos aeroportos, com muitos passageiros a queixarem-se das horas perdidas à espera da bagagem e a reportarem o facto de apenas conseguirem recuperar as malas dias depois de terem chegado.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Pilotos da TACV – Cabo Verde Airlines marcam greve de cinco dias entre 25 e 29 de abril

O Sindicato Nacional dos Pilotos da Aviação Civil (SNPAC)...

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...