Bem-vindo, !|Sair

Apache AH-64E é a próxima geração de helicópteros de ataque da Boeing


 

Na sequência de uma extensa revisão do AH-64D, a Boeing desenvolveu a próxima geração do seu conhecido helicóptero de ataque, na nova versão AH-64E. Richard Meanor, director sénior da Boeing para o desenvolvimento internacional de negócio na fábrica de produção de Filadélfia forneceu detalhes do modelo E do Apache. As capacidades operacionais da plataforma foram significativamente ampliadas nesta última versão do Apache, que concorre ao concurso de fornecimento de um helicóptero de ataque para a Polónia. Os outros concorrentes são o T129 da AgustaWestland/Turkish Aerospace Industries e o EC665 Tiger da Airbus Helicopters.

“O Apache é um sistema provado em diversas guerras. Além disso, foi desenhado desde a sua origem para combater num conflito nesta parte da Europa central e foi comprado por nações que têm ameaças de curto e médio-prazo”, refere Richard Meanor. “O Exército Americano desenhou este sistema numa filosofia que não acredita num combate justo, em que os bons têm 50% de hipóteses de perderem, mas esta não é a forma como o US Army vai à guerra”, explicou. Actualmente, os países que operam versões do AH-64 na região incluem o Egipto, o Kuwait, a Arábia Saudita e os Emirados Arábes Unidos. Adicionalmente, o Qatar recebeu a aprovação do Governo norte-americano para comprar 24 helicópteros do modelo AH-64D Block III.

“Entre os principais melhoramentos introduzidos no AH-64E, os mais importantes são os de performance de voo. As últimas versões do modelo D acrescentaram 800 libras de peso (362 kg) e o Exército Americano quer restaurar as margens de potência das variantes originais do Apache”, disse Meanor. Deste modo, a motorização foi modernizada e uma nova transmissão foi desenvolvida. Um novo grupo de computadores de missão foram igualmente integrados nos sistemas de bordo. Isto confere ao utilizador a opção de adicionar novos sensores e armas com um custo mais reduzido de integração. O efeito prático é o de “chegar mais depressa ao combate e permanecer lá por mais tempo”. Os novos motores são os General Electric T700-GE-701D, em conjugação com a nova transmissão que aumentam significativamente a performance. Outro importante factor é o novo conjunto de pás em compósito.

Embora cerca de 200 aparelhos do modelo E já tenham sido entregues ao Exército Americano, a Boeing continua a trabalhar em sistemas avançados para manter esta plataforma relevante até 2060. Actualmente, há Apache a operar nos exércitos dos Estados Unidos e de 13 outros países, num total de 1100 aparelhos em serviço, dos quais 380 noutros exércitos que não o dos EUA. A decisão da Polónia ser potencialmente um dos primeiros utilizadores do AH-64E deverá ser tomada no início de 2016.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica