APAVT e SATA acordam soluções flexíveis para os vouchers válidos por um ano

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Com o objetivo de minimizar o impacto da pandemia de covid-19 no sector das agências de viagens, protegendo acima de tudo os clientes, seus principais ativos, a APAVT (Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo) e o Grupo SATA (companhia aéreas SATA Air Açores e Azores Airlines) acordaram um conjunto de importantes alterações aos procedimentos no que diz respeito a reembolsos, que reconhecem às agências de viagens o seu papel na resolução e na apresentação das soluções mais abrangentes flexíveis para aqueles.

Este acordo, anunciado na sexta-feira, dia 3 de abril, pela APAVT, que espelha o diálogo, a proximidade e o reforço de cooperação entre as duas entidades, vem permitir, designadamente, que nas tarifas IT e Corporate – a emissão de vouchers passe a ser exclusiva pelas agências/operadores emissores, em nome dos passageiros ou em nome das agências emissoras dos bilhetes, ao mesmo tempo que alarga a sua validade, que passa agora a ser de um ano após a sua emissão, além de o bilhete gerado ter também a validade de mais um ano.

O cliente ficará, assim, com o reembolso garantido, porque o acordo permite dar tempo às empresas para se recomporem economicamente e, juntas , gerir as próximas viagens dos seus clientes.

“Confiança, foco e solidariedade. É um acordo que é fruto de confiança mútua, e que dá confiança ao consumidor, que vê a cadeia de valor a organizar-se para, em tempos tão difíceis, cumprir responsabilidades; é um acordo que significa foco e esperança no futuro, uma vez que organiza a relação para o momento da retoma; finalmente, é um ato de solidariedade”, afirma o presidente da APAVT.

Pedro Costa Ferreira saúda a SATA “pela coragem e pela inovação, e espero que este acordo possa ser um exemplo para todo o mercado”.

Por seu lado, o administrador do Grupo SATA, Mário Chaves, afirma que o grupo aéreo açoriano simplificou e flexibilizou “os processos por forma a assegurar maior autonomia e, desta forma, garantir a agilidade que o momento reclama”.

 

  • Mais notícias sobre a pandemia do Novo Coronavírus/Covid-19 – LINK

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Azores Airlines inicia novas rotas nacionais e internacionais no próximo mês de junho

A companhia aérea portuguesa Azores Airlines estreia, a partir...

Aumento para 45 movimentos/hora no atual Aeroporto de Lisboa requer estudo, esclarece o Governo

O aumento de capacidade do Aeroporto Humberto Delgado, em...