Bem-vindo, !|Sair

Aviões da Icelandair já estão ao serviço da TACV nas rotas internacionais

Os dois Boeing 757-200 da Icelandair fretados em regime de wet lease pela TACV – Transportes Aéreos de Cabo Verde já estão a trabalhar para a companhia africana e estão cumprindo todos os voos internacionais da empresa para Portugal, Brasil e Estados Unidos da América.

O primeiro aparelho, que ostenta as cores da companhia aérea islandesa, chegou no domingo, dia 5 de novembro, tendo entrado ao serviço na terça-feira seguinte na rota Cidade da Praia-Lisboa. No mesmo dia, voou à noite Praia-Fortaleza-Praia.

O segundo Boeing 757-200 chegou com uma pintura branca, em que se destaca a designação Cabo Verde Airlines, que será, provavelmente, o nome de marca da companhia aérea cabo-verdiana para a nova empresa que se dedicará apenas aos voos para o exterior do arquipélago. O leme apresenta as cores da bandeira nacional de Cabo Verde. Em janeiro de 2015, ainda num período de indefinição quanto ao futuro dos TACV – se bem que existissem projetos de reestruturação da empresa, todos pouco duradouros – surgiu um Boeing 737-400 pintado com as cores do Turismo de Cabo Verde, com destaque para o nome do país na fuselagem, que teve boa aceitação nos mercados emissores internacionais.

Mário Chaves, ex-comandante da companhia portuguesa TAP, que desde há alguns anos é executivo do Grupo Loftleider Icelandic, e que o representa na equipa que presentemente coordena as actividades da TACV, confirmou, em declarações à agência de notícias cabo-verdiana ‘Inforpress’, que os dois aviões estão na TACV em regime de wet lease, com tripulação técnica da Icelandair, enquanto a da cabina é constituída pelo pessoal da TACV que está a receber formação para efeito de “alguns reajustes”.

Segundo Mário Chaves, os dois aviões vão permitir à TACV “aumentar algumas frequências”, no caso de Lisboa, e “transição para um futuro horário que será o hub que se tem vindo a desenhar”.

De momento a preocupação da TACV não é abrir novas linhas. Mário Chaves observou que, de momento, a estratégia é a “consolidação e estabilização da rede até à abertura do hub”.

O executivo adiantou à ‘Inforpress’ que estão a ser alinhados os novos horários numa perspectiva do hub, em que todas as partidas para o exterior serão efectuadas a partir da ilha do Sal. Sobre a chegada de mais aviões a Cabo Verde, Mário Chaves escusou-se a fazer qualquer comentário a tal respeito, alegando que não pode antecipar o plano de negócios que “será aprovado esta semana”.

 

  • Na imagem de abertura que publicamos vemos o Boeing 757-200 da Icelandair (matrícula TF-FII) no Aeroporto Internacional Pinto Martins, na cidade de Fortaleza, Estado do Ceará, na sua primeira viagem ao Brasil, ao serviço da TACV. A fotografia é da autoria do Leonardo Mello (@leomuse747) que integra o grupo TMA Fortaleza (LINK página no Facebook), sempre atento às novidades que passam pelo aeroporto nordestino.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica