Bem-vindo, !|Sair

AZUL devolve 20 aviões e oferece licenças não remuneradas aos trabalhadores

É mais um capítulo da grave situação económico-financeira em que vive o sector da Aviação Comercial no Brasil. A companhia AZUL Linhas Aéreas Brasileiras enviou aos seus trabalhadores um comunicado em que aborda a situação de crise que vive e oferece a possibilidade dos seus funcionários se habilitarem a uma licença não remunerada de entre seis a 24 meses, que, segundo a comunicação, pode ser “uma oportunidade”.

“A ideia – refere o comunicado conhecido nesta segunda-feira, dia 15 de fevereiro – é aproveitar o momento para que, aqueles que tenham interesse, possam realizar projectos pessoais e/ou profissionais, os quais exigiriam um afastamento temporário da AZUL, como por exemplo, cursos com jornada integral ou dedicação aos filhos menores e familiares”.

Embora tenha apanhado de surpresa muitos dos seus colaboradores, a verdade é que era esperada da parte da administração da Azul uma decisão que pudesse atenuar a situação de perdas previstas para os próximos meses, motivada pelo decréscimo de tráfego e abandono inevitável de alguns aeroportos que têm gerado menos movimento. Contudo, a companhia tem aberto outros destinos, nomeadamente com a cooperação do seu operador turístico Azul Viagens, fato que evitará um descalabro maior.

O comunicado que foi dirigido aos tripulantes e encaminhado a todos os trabalhadores, em geral, destaca que a “companhia tem realizado significativos ajustes de capacidade para estarmos mais adequados ao actual e desafiante cenário económico no qual nos encontramos”.

A companhia reconhece que “essas adequações incluem, por exemplo, a redução da nossa oferta de voos e a devolução de mais de 20 aeronaves neste semestre”.

Recorde-se que por via da entrada de David Neeleman no consórcio privado ‘Atlantic Gateway’ que adquiriu 45% do capital da TAP Portugal, a Azul cedeu oito aviões ATR72-600 à OMNI/White Airways que irá voar para a nova marca TAP Express; nove aviões Embraer E190 à PGA – Portugália Airlines, que também voarão com a marca TAP Express; e dois Airbus A330-200, que serão transferidos para Portugal, no início da temporada de Verão IATA, para reforçar a frota de longo curso da TAP. Como vemos este negócio de cruzamento de interesses com o grupo aéreo português permitirá a colocação de 19 aviões, não se conhecendo para já os contornos da negociação. Alguma imprensa portuguesa referiu que a Azul estaria a subalugar os aparelhos, o que na realidade não foi confirmado directamente pelas empresas envolvidas. No seu comunicado a companhia brasileira refere que irá proceder à devolução de mais de 20 aeronaves.

Entretanto, no site ‘Skyliner – Aviation News & More’ especializado na movimentação e novos registos de aeronaves comerciais, lia-se que o ATR72-500, matrícula PP-PTY da Azul, tinha saído da frota da companhia brasileira e devolvido ao lessor com entrega registada no passado dia 11 de fevereiro, no Aeroporto de Billund, na Dinamarca.

AZUL Comunicado tripulantes fev2016

Pedidos de licenças devem ser formalizados até ao dia 1º de março

Os pedidos de licença não remunerada devem ser formalizados até ao dia 1º de março, e poderão ser prorrogados de acordo com a empresa e do gestor responsável pelo departamento em que os trabalhadores interessados exercem as suas funções.

O início das licenças serão nos meses de abril ou maio deste ano, adianta o documento que observa que “durante o período de licença as áreas não poderão contratar para assumir o trabalho daqueles que se afastam”. Esta é uma das razões porque todos os pedidos devem ser autorizados e do conhecimentos dos gestores das suas áreas de actividade.

1 Comments

  1. que bronca
    aAZUL.esta de pantanas.
    o negocio com a TAP,vai dar bronca.
    ja esperava,suspresas.
    fui chefe de man da TAP,no Brasil de 2002 a 2004.
    na europa,vi o que passaou com a Sabena a e Suissair,a TAP,ia a seguir.
    no Brasil,assisti,a muitasa companhias brasileira afundarem. a Vasp,o Canedo,enganou os funcionarios,na tinham FGTS,
    fernando pinto,enterrou a Varig,quase que enterra a TAP,com a expansao demasiada,da TAP.em linhas.
    o negocio da VARIG,foi ruinoso,venderam a LOGOCARGO,ficaram com a VEM,a partida,ja se sabia,a bronca que ia dar,porque a manutençao de avioes,,so tem dado prejuizo,mais as dividas ao fisco brasileiro da varig.
    agora com este balde de agua fria,da AZUL,esta armado o bailhe.
    o negocio da Privatizaçao da TAP,o governo da dieita,PSD/CDS,borram mos dois pes.o testa ferro portugues,nada percebe de avioes, o negocio dele e de autocarros,nem tem os 51%,como a CEE,quer.agora aparecem tambem os chineses da HSANSA,naTap.
    esta feito um embrolio.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica