B767-300ER da American arde no Aeroporto de Chicago – Ocupantes ilesos – c/vídeos

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Um Boeing 767-300ER da American Airlines pegou fogo na tarde desta sexta-feira, dia 28 de outubro, no Aeroporto Internacional de O’Hare, em Chicago, Estado de Illinois, nos Estados Unidos da América. O incidente deu-se pelas 14h35 locais (19h35 UTC). O avião envolvido tem a matrícula N345AN, com cerca de 13 anos e seis meses de serviço na companhia. Ia iniciar o voo AA383 com destino a Miami, no Estado da Flórida.

O avião sofreu o rebentamento de um pneu do trem principal, tendo incendiado o motor do lado da asa direita, ainda sobre a pista de descolagem, ação que foi abortada pelos pilotos da aeronave, poucos segundos antes de levantar voo.

O corpo de bombeiros do aeroporto controlou o fogo que chegou a envolver a fuselagem central do avião e que consumiu a asa direita e o motor do mesmo lado. Todos os 161 passageiros e 9 tripulantes saíram pelas mangas de evacuação e estão ilesos.

Uma nota da companhia aérea distribuída pelas 16h00 locais afirma que sete passageiros e um tripulante de cabina foram levados para uma unidade hospitalar, onde foram sujeitos a avaliação médica. Nenhum inspira cuidados de maior. Os restantes passageiros foram encaminhados para o aeroporto e foram assistidos pelo pessoal da American Airlines.

Um comunicado da American divulgado pelas 19h00 locais dizia que havia um total de 20 ocupantes do aparelho sinistrado que necessitaram de ser observados em unidades hospitalares, embora nenhum deles se apresente em estado grave. Passageiros que viajavam no aparelho disseram aos canais televisivos que se tratam de entorses e contusões leves sofridas durante a evacuação pelas mangas pneumáticas de emergência.

Durante a noite a American disponibilizou um avião para os passageiros que quiseram prosseguir viagem, assim como deu a hipótese de remarcarem a sua viagem ou, simplesmente, anular, sendo ressarcidos dos valores pagos.

A companhia disse que equipas de voluntários constituídos por empregados da American Airlines, denominadas ‘Care Team’, qualificadas com treino especial para acudir a situações de desastre, estão a acompanhar todos os passageiros, nomeadamente nas unidades hospitalares, onde tiveram de ser atendidos.

 

 

 

  • Notícia atualizada às 16h00 UTC de 29 de outubro de 2016.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

ANAC e APA já deram aval a obras de melhoria no Aeroporto Humberto Delgado/Lisboa

Francisco Pita, administrador executivo da ANA – Aeroportos de...

Publicado o novo acordo de empresa dos tripulantes de cabina da TAP

O novo acordo de empresa, aprovado pelos tripulantes de...

Euroairlines reforça serviço de aerotáxi com a nova aeronave Cessna 421C

A companhia espanhola Euroairlines, dedicada ao segmento de táxis...