Binter abre base em Madrid com oito voos diários para Las Palmas (4) e Tenerife Norte (4)

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O arquipélago das Canárias, administrativamente designado por Comunidade Autónoma das Canárias, assinala nesta quinta-feira, dia 1 de fevereiro, um evento que marcará a sua história e dos seus cidadãos, no que respeita à conectividade aérea e à disponibilidade de voos diretos para a cidade de Madrid, capital do Reino de Espanha, por uma companhia aérea que nasceu e cresceu nas ilhas Canárias.

A partir de 1 de fevereiro, a Binter, que foi fundada pela companhia aérea Iberia no arquipélago e que é gerida desde há vários anos por empresários espanhóis das ilhas Canárias, abre a sua primeira base operacional em Madrid, e inicia voos regulares para as ilhas de Grã-Canária e de Tenerife, num total de 16 frequências diárias (112 voos semanais).

A Binter, que operará os voos com aviões novos da sua frota Embraer E195 E2, com capacidade para 132 passageiros, competirá nessas rotas com as companhias espanholas Iberia Express e Air Europa, além da companhia irlandesa de baixo custo Ryanair, que também tem bases operacionais nas duas ilhas das Canárias. A Binter será a quarta companhia a entrar nas rotas domésticas entre a Península Ibéria e as Canárias, depois da norueguesa Norwegian ter estado alguns anos na rota.

Para esta ‘invasão peninsular’ a Binter preparou instalações e pessoal, que desde esta quinta-feira, dia 1 de fevereiro, darão apoio aos aviões e passageiros da companhia, contribuindo para uma prestação de serviço que a empresa aérea insular pretende de excelência e que genericamente denomina por “modo canário”.

Empresa de auto-handling no Aeroporto de Madrid-Barajas

No Aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas a Binter utilizará o Terminal 2 onde montou uma ‘Oficina Verde’, a qual prestará todo o apoio necessário aos seus passageiros, atendendo pessoalmente os viajantes durante todos os dias do ano. Para apoiar as operações a Binter criou um serviço de auto-handling, para assistência de aviões e de passageiros nas operações de rampa e encaminhamento para embarques e desembarques, denominado ‘Drago Handling’, que emprega 75 pessoas.

Para não depender de terceiros, a Binter criou em Madrid-Barajas uma estação de manutenção em linha para os seus aviões que numa primeira fase terá 25 profissionais, entre engenheiros, técnicos de manutenção aérea e gestores de ferramentas. Numa fase mais adiantada ficará com 40 profissionais na capital espanhola. Será gerida pela SATI – Serviços Aéreos Insulares, uma empresa subsidiária criada há vários anos nas Canárias para apoio técnico em todos os tipos de revisões e avarias da sua frota. No segmento dos aviões turboélices ATR, a SATI tem recebido aviões de outras companhias para as revisões obrigatórias, certificadas pelo fabricante.

Os aviões a jato Embraer E195-E2 têm uma configuração de 132 assentos com distância de 79 centímetros entre poltronas dispostas duas a duas em duas fileiras. As bagageiras são bastante espaçosas, sendo os passageiros autorizadas a levar grátis uma mala de mão até aos limites impostos pela companhia. Serão servidos aos passageiros refeições e refrescos e disponibilizado um programa de entretenimento a bordo, também gratuitos. A companhia anunciou que terá um serviço ‘Premium’ para todas as tarifas nos seus voos entre as ilhas e a capital espanhola (e vice-versa) tudo ao “modo canário”.

Aos passageiros que viajem na rota de Madrid para Las Palmas e Tenerife pela Binter a companhia oferece ligações complementares para outras ilhas das Canárias, não sendo cobrada a tarifa da viagem interinsular. O mesmo acontece quando os passageiros partam de outras ilhas e tenham como destino final a capital espanhola. A Binter realiza diariamente 210 voos interilhas no arquipélago das Canárias.

Os primeiros quatro voos regulares que marcarão a História da Aviação Comercial das Canárias serão realizados na manhã desta quinta-feira, dia 1 de fevereiro, pelos aviões EC-OEB, que partirá de Madrid-Barajas para Las Palmas de Grã-Canária (voo NT6017) pelas 07h00 e pelo EC-OEC que sairá para Tenerife Norte (NT6073) às 08h00. Os voos terão a duração de cerca de 02h50.

De Canárias partirá de Tenerife Norte para Madrid-Barajas o avião EC-OEP (voo NT6062) e de Las Palmas o EC-NEZ (NT6002). Ambas as partidas estão programadas para as 08h00 locais para uma ligação que durará cerca de 02h40.

Desde há vários anos que a Binter liga as Canárias a diversas cidades espanholas no continente europeu e no arquipélago das Baleares, além de outros destinos europeus geradores de turistas para as ilhas. A companhia voa regularmente para várias cidades africanas na costa Ocidental e para as ilhas de Cabo Verde, Açores e Madeira. A Binter detém a concessão de voos interinsulares na Região Autónoma da Madeira. As ligações diárias entre as duas ilhas do arquipélago português – Madeira e Porto Santo – são realizadas ao abrigo de um contrato de Obrigações de Serviço Público, tendo o serviço sido conferido através de um concurso público internacional, supervisionado pela União Europeia. Por tal motivo a Binter tem um avião ATR 72-600 posicionado no Aeroporto da Madeira – Cristiano Ronaldo.

O arquipélago espanhol das Canárias está situado no Oceano Atlântico, ao longo da costa noroeste de África. É o território povoado mais próximo do arquipélago português da Madeira (cerca de uma hora de voo de Tenerife). A população atual das ilhas das Canárias está calculada em cerca de 2,2 milhões de habitantes, cerca de nove vezes mais que a Região Autónoma da Madeira.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

KC-390 da FAP ganha prémio mais importante em festival internacional no Reino Unido

Um avião KC-390 Força Aérea Portuguesa (FAP) foi distinguido...

Pilotos da TACV marcam greve de uma semana partir de 24 de julho

Os pilotos da TACV – Transportes Aéreos de Cabo...

Governo reuniu-se com a ANA para preparar o projeto do Novo Aeroporto de Lisboa/Luís de Camões

O ministro das Infraestruturas e Habitação e o secretário...