Bem-vindo, !|Sair

Boeing 737-800 da GOL derrapa em taxiway do Aeroporto Santos Dumont

Um avião da GOL – Linhas Aéreas Inteligentes que se preparava para iniciar uma viagem do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, para o Aeroporto de Confins, na cidade de Belo Horizonte (Estado de Minas Gerais) derrapou nesta sexta-feira, dia 26 de Setembro, quando circulava num taxiway de acesso à pista de descolagem.

O Boeing 737-800 (matricula PP-GXP) ficou atolado na lama e os passageiros e tripulantes tiveram de abandonar a aeronave que ficou entregue aos serviços de manutenção da companhia aérea. Não há danos pessoais entre os ocupantes da aeronave, nem se conhece, para já, a extensão dos prejuízos sofridos pelo aparelho.

As televisões brasileiras que noticiaram o incidente disseram ter havido falha de cálculo dos pilotos que procediam à manobra, mas não se conhecem comentários técnicos melhor sustentados que possam atribuir de imediato a culpa do incidente a esse fato. O avião ficou imobilizado numa zona sobranceira à Baía de Guanabara.

O incidente aconteceu pelas 20h00 locais e o Aeroporto de Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro, esteve fechado durante cerca de duas horas, tendo 11 voos divergido para o Aeroporto Internacional António Carlos Jobim/Galeão, na zona oeste da cidade. No total foram afetados 35 voos. O movimento aéreo deverá estar completamente normalizado na manhã deste sábado, dia 26 de Setembro.

 

GOL abre inquérito para apurar causas do incidente

A companhia aérea anunciou na sexta-feira à noite, em nota distribuída à imprensa, que a aeronave foi orientada pela Torre de Controle a mudar de pista, durante o taxiamento, por causa da mudança da direção do vento. Ela saiu da pista durante a manobra.

É o seguinte o texto da nota distribuída pela GOL:

“Durante o processo de taxiamento para decolagem do voo G3 1668 (Santos Dumont – Confins),  em função da mudança de direção do vento, a nossa aeronave foi orientada pela Torre de Controle a dirigir-se para outra pista. Nesta manobra, a aeronave saiu da pista de taxi e uma das  rodas do trem de pouso ficou presa no gramado, impossibilitando o seu deslocamento e a continuidade do voo.

Não houve feridos e todos os passageiros desembarcaram com segurança e serão reacomodados em outros voos da companhia. Neste momento, a GOL trabalha intensamente para realizar a remoção da aeronave e liberar a pista em cooperação com as autoridades aeroportuárias. A GOL irá apurar a causas do ocorrido.”

Entretanto, oCentro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) enviou uma equipa para o Rio de Janeiro, que investigará as causas do incidente.

 

1 Comments

  1. A derrapagem não teria acontecido no sábado 26 de setembro?
    Ainda bem que foi só lama.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica