Bem-vindo, !|Sair

Boeing 767 da Dynamic tinha um problema de reabastecimento de combustível


 

O Boeing 767-200 da companhia norte-americana Dynamic Airways que se incendiou no dia 29 de Outubro no taxiway do aeroporto de Fort Lauderdale-Hollywood, tinha um problema com a ligação principal de reabastecimento de combustível. Os investigadores não encontraram indícios de uma falha de motor. Uma actualização da investigação ao incidente feita pela ‘US National Transportation Safety Board’ (NTSB) diz que “a principal linha de reabastecimento de combustível se desligou na ligação da asa ao motor, acima e atrás do motor esquerdo.” Embora o fogo emanasse aparentemente do motor Pratt & Whitney JT9D esquerdo, a NTSB diz que o exame àquele motor “não revela indícios de uma fuga ou outra falha”.

A NTSB disse que um passageiro ficou “gravemente ferido” durante a evacuação, que ocorreu depois do fogo ter sido visto, quando o avião estava em espera num taxiway antes de iniciar viagem para Caracas, na Venezuela. A Dynamic, uma companhia aérea baseada em Greensboro, na Carolina do Norte, opera com cinco aviões Boeing 767 e tinha voado com o avião que se incendiou cerca de 240 horas antes do incidente do dia 29 de Outubro. Numa apreciação inicial do logbook do avião, a NTSB revelou que “não havia nenhuma menção a qualquer acção de manutenção na área da ligação de combustível antes do acidente em Ford Lauderdale-Hollywood.”
O director de operações da Dynamic, Don Dodson, manifestou em comunicado, as suas “sinceras desculpas” pelo incidente. Disse que o avião passou “com sucesso os requisitos de segurança e as inspecções mecânica e operacional antes do voo. Não gostaríamos de especular sobre as causas potenciais do incidente enquanto decorrem as investigações e todos nós, na Dynamic, estamos totalmente empenhados em colaborar com a NTSB e outras autoridades”, acrescentou.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica