Boeing reduz entregas do modelo 787 devido a novos problemas de fabrico

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A fábrica norte-americana de aviões Boeing anunciou que reduziu a cadência de produção dos aparelhos 787 devido a novos problemas, depois de dificuldades anteriores terem levado a uma suspensão das entregas.

“A produção dos Boeing 787 será temporariamente inferior a cinco por mês”, indicou nesta terça-feira, dia 13 de julho, o grupo aeroespacial norte-americano em comunicado, precisando que a “Boeing agora prevê a entrega de menos de metade dos 787 que constavam nas previsões deste ano”.

Em setembro, a Boeing já tinha revelado ter descoberto vários defeitos de fabrico numa junção de uma parte da fuselagem do 787 e no estabilizador horizontal”. As entregas estiveram suspensas entre novembro e março.

Em maio, o fabricante de aviões interrompeu de novo as entregas do modelo destinado a voos de longo curso, para transmitir ao regulador de aviação nos Estados Unidos (FAA) informações complementares na sequência de problemas de produção.

“Continuaremos a dedicar o tempo que for preciso para garantir que os aviões da Boeing atendem aos mais altos padrões de segurança antes da entrega”, afirmou o grupo no comunicado.

A segurança dos aparelhos da Boeing tem estado sob escrutínio rigoroso após dois acidentes com aviões do modelo 737 MAX em 2018 e 2019, que causaram um total de 346 mortos e os aparelhos estiveram proibidos de voar durante 20 meses para reparação dos problemas técnicos apurados.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Pilotos da TACV – Cabo Verde Airlines marcam greve de cinco dias entre 25 e 29 de abril

O Sindicato Nacional dos Pilotos da Aviação Civil (SNPAC)...

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...