Brasil passa a exigir teste negativo à covid-19 (tipo RT-PCR) a quem entra no país

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Governo brasileiro exigirá a partir do dia 30 de dezembro que os cidadãos nacionais e estrangeiros que desembarquem em qualquer aeroporto do país apresentem um teste a comprovar que não estão infetados pela covid-19.

A exigência consta de um decreto publicado nesta sexta-feira, dia 18 de dezembro, no ‘Diário Oficial da União’ e acrescenta o Brasil, com várias semanas de atraso, à lista de países que pedem aos viajantes um resultado negativo no teste de covid-19.

O decreto estabelece que o viajante deve comprovar que não está infetado através de exame do tipo RT-PCR, que é realizado em laboratório e é considerado referência para detetar a doença.

“O viajante de origem internacional, brasileiro ou estrangeiro, deverá apresentar à companhia aérea responsável pelo seu voo, antes do embarque, documento comprovado pela realização de exame laboratorial RT-PCR, para rastreamento da infeção SARS-CoV-2, com resultado negativo/não reativo, realizado no máximo 72 horas antes do embarque”, estabelece a nova norma.

Os viajantes que desejarem entrar no Brasil por via aérea também terão de assinar a ‘Declaração de Saúde do Viajante’, na qual se comprometem a cumprir as medidas de saúde impostas no país para conter o avanço da pandemia.

De acordo com o decreto, quem não cumprir a exigência poderá ser deportado ou repatriado, bem como responsabilizado na esfera civil, administrativa e criminalmente.

O mesmo decreto volta a prorrogar por mais três meses a regra que proíbe a entrada de estrangeiros no Brasil por via terrestre ou fluvial, com exceção dos venezuelanos que desejam se refugiar no país.

A restrição ao desembarque de viajantes em aeroportos brasileiros do exterior havia sido recomendada há vários meses pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão regulador, mas o Governo brasileiro recusou-se a aplicá-la.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo maior número de mortos (184.827, em mais de 7,1 milhões de casos), depois dos Estados Unidos da América.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...

Qatar Airways reforça Luanda que terá quatro voos semanais e alarga rede para Kinshasa

A Qatar Airways prossegue a expansão da sua rede...