Bruma seca em Cabo Verde provoca atrasos e esperas no tráfego aéreo para a Europa

A intensa bruma seca que afecta o arquipélago de Cabo Verde não permitiu que 222 passageiros com voos marcados na TACV e na TAP Portugal seguissem viagem, anunciam os meios de comunicação da república insular africana.

A RTC – Televisão de Cabo Verde, no seu telejornal da noite de segunda-feira, dia 5 de Janeiro, anunciou que a previsão para a terça-feira não é melhor, prevendo-se que o tráfego aéreo voltará a ser afectado nas ilhas, todas cobertas pela bruma vinda do continente africano.

O jornal digital ‘A Semana’ escreve que dos passageiros retidos no Aeroporto Internacional Cesária Évora, na ilha de São Vicente, 150 deveriam viajar na companhia nacional, a TACV – Cabo Verde Airlines, e 72 na TAP Portugal.

Nem a TACV nem a TAP conseguem efectuar as suas ligações aéreas regulares de Cabo Verde para a Europa e outros cantos do mundo desde sábado por causa da intensa bruma seca que envolve o país, escreve ‘A Semana’.

No sábado, um aparelho da TAP falhou uma tentativa de aterragem no Aeroporto Internacional Cesária Évora por falta de visibilidade. No domingo, o tempo melhorou um pouco e a TAP conseguiu escoar parte dos passageiros que se encontravam retidos na ilha para Lisboa.

O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica de Cabo Verde informa que o céu vai continuar nublado ao longo do dia desta terça-feira, dia 6 de Janeiro, por vezes encoberto, com possibilidade de ocorrência de precipitação dispersa. A visibilidade é má – igual ou inferior a 5.000 metros – devido a bruma seca.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica