Bem-vindo, !|Sair

C-130 Hércules explode no Montijo – FAP confirma ocorrência de três mortos

Um avião de transporte militar e logístico da Força Aérea Portuguesa (FAP), um Lockheed C-130 Hércules, explodiu e incendiou-se nesta segunda-feira, dia 11 de julho, na Base Aérea do Montijo, nos arredores da cidade de Lisboa, na margem sul do Rio Tejo, confirmaram fontes da instituição militar.

O acidente aconteceu pelas 12h00 locais quando a aeronave que transportava sete militares entre pilotos e passageiros, se preparava para descolar numa das pistas do aeródromo da base militar, informa um comunicado da Força Aérea distribuído este noite em Lisboa, que confirma também a ocorrência de três mortos, um ferido grave e mais três ligeiros.

As notícias adiantadas pelos canais televisivos nacionais e pelas edições online da imprensa portuguesa, referem que à base aérea acorreram diversas viaturas de bombeiros e ambulâncias do Montijo e do Barreiro que juntamente com os serviços desta estrutura militar debelaram o incêndio e assistiram as vítimas. Segundo relatos na imprensa suspeita-se que os três militares supostamente falecidos serão três oficiais, entre eles os dois pilotos da aeronave acidentada, o que não foi confirmado pela FAP.

FAP C130 PauloBrito_PXO_A 900px

 

Comunicado da Força Aérea Portuguesa distribuído ao princípio da noite

A Força Aérea Portuguesa distribuiu na noite desta segunda-feira, dia 11 de julho, pelas 20h30 de Portugal, através dos seus serviços de Imprensa e Comunicação, nomeadamente da sua página de Internet (www.emfa.pt) e das suass contas nas redes sociais, um comunicado do seguinte teor:

 

A Força Aérea informa que pelas 12H00 de hoje uma aeronave C-130H sofreu um acidente na fase de descolagem durante uma missão de treino, na Base Aérea nº 6, no Montijo.

A bordo da aeronave estavam sete tripulantes. O acidente causou três vítimas mortais, um ferido grave e três feridos ligeiros, todos militares da Força Aérea. Os feridos foram assistidos no local pelas entidades competentes para o efeito e posteriormente encaminhados para unidades hospitalares.

Neste momento de profundo pesar, os nossos pensamentos estão com os familiares e amigos destes nossos camaradas, aos quais está a ser prestado todo o apoio necessário”, refere o comunicado.

A análise às causas do acidente irá seguir os procedimentos previstos, através de um inquérito conduzido pela Comissão Central de Investigação da Força Aérea.

A Força Aérea está de luto.”

 

Caraterísticas do avião acidentado

O Lockheed C-130 Hercules é um avião quadrimotor, turbo-hélice, de asa alta e trem retrátil.

O acesso ao compartimento de carga na fuselagem é feito pela parte traseira do avião, que se abre em rampa, facilitando, desta forma, não só as operações de carga e descarga, mas também o transporte de cargas volumosas (viaturas pesadas), o lançamento de carga em paraquedas ou por extração a baixa altitude e ainda, o lançamento de paraquedistas.

Na configuração sanitária o C-130H pode transportar até 74 macas e, na versão C-130H-30, poderão ser evacuados até 97 feridos ou doentes.

As suas excecionais características operacionais (robustez, versatilidade, capacidade, raio de ação e autonomia), garantem à Força Aérea Portuguesa a capacidade para a realização de missões de transporte aéreo tático e transporte aéreo geral, de patrulhamento marítimo e de busca e salvamento, apoio logístico às Forças Armadas Portuguesas e Forças NATO, e também operações de combate a incêndios florestais.

A Força Aérea Portuguesa possui três C-130H-30, versão que resulta do alongamento do C-130H, pela introdução na fuselagem de dois anéis, que aumentam o comprimento total da aeronave em 4,572 metros, o que lhe confere maior capacidade volumétrica sem lhe alterar significativamente a ‘perfomance’ básica.

Estão integrados na Esquadra 501 – ‘Bisontes’ instalada na Base Aérea nº 6, no Montijo.

(Dados extraídos do site da Força Aérea Portuguesa)

 

  • Notícia atualizada às 21h00 UTC (22h00 de Lisboa)
  • Foto de entrada © Associação Bombeiros Para Sempre (www.bps.pt) mostra o incêndio que ocorreu após a explosão do C-130 da FAP/Esquadra ‘Os Bisontes’
  • Foto no interior  do texto © Paulo Brito/Madeira Spotters/portosantoplanes.blogspot.pt

 

Veja em seguida um vídeo da autoria do fotógrafo português Gustavo Figueiredo, intitulado ‘Anywhere, Anytime’ um verdadeiro tributo ao valoroso trabalho dos abnegados militares da Força Aérea Portuguesa, neste momento de grande atualidade, e que aqui publicamos em homenagem às vítimas deste terrível acidente.

 

3 Comments

  1. 🙁
    MUITO triste esta notícia, em especial num dia que deveria ser de alegria para todos os portugueses…
    Paz às suas almas e as mais sentidas condolências às famílias e à grande família que é a FAP.

  2. Pingback: C-130 Hércules explode no Montijo – FAP confirma ocorrência de três mortos » bombeirodeaerodromorj.com.br

  3. RIP my beautiful Angels, our good Lord summoned you to his side. My deepest condolences to all the families involved, may God heal your pain. 🙁

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica