Cabo Verde Airlines vai integrar na frota dois ATR e um Boeing 737

A Cabo Verde Airlines está prestes a concluir uma operação onde vai adquirir em regime de leasinglocação financeira ou arrendamento mercantil dois aviões ATR”, anuncia nesta segunda-feira, dia 15 de julho, o jornal online cabo-verdiano ‘Notícias do Norte.

Essas duas aeronaves serão utilizadas nas ligações domésticas das ilhas de São Vicente e de Santiago para o hub da companhia no Aeroporto do Sal/Espargos, justifica o jornal, que adianta que está prevista a entrada de um Boeing 737 na frota da Cabo Verde Airlines que ligará aquelas duas ilhas a Lisboa, onde vive uma destacada colónia cabo-verdiana e de onde chegam, anualmente, muitos milhares de turistas portugueses.

A notícia não foi confirmada por fontes oficiais da companhia aérea que substituiu os TACV nos voos internacionais, mas o jornal afirma que já forma solucionados problemas burocráticos que obstaculizavam o negócio que, agora, pronto, para ser fechado.

Desde há algum tempo que a imprensa de Cabo Verde tem noticiado vários problemas no relacionamento da Cabo Verde Airlines com a Binter CV, companhia de matriz espanhola (das Canárias), com COA cabo-verdiano, e que nos últimos dois anos assumiu a exclusividade do tráfego aéreo entre as ilhas do arquipélago africano. Sobretudo por questões de horários, que não se coadunam com as chegadas e partidas internacionais no Aeroporto do Sal, a maior infraestrutura aeroportuária do País, eleita como hub da Cabo Verde Airlines nos seus voos para a Europa e para o continente americano.

Quanto à aquisição do Boeing 737, avião mais indicado para as rotas das ilhas de São Vicente e de Santiago (onde está a Cidade da Praia, capital administrativa de Cabo Verde) para Lisboa, o ‘Notícias do Norte’ refere há pilotos já escolhidos para fazerem a certificação no avião – que de resto já equipou a frota da antiga TACV.

As ligações entre Portugal e as referidas ilhas tem sido assegurada com voos diretos da TAP Air Portugal que, por estar só, pratica preços muito altos. A presença da Cabo Verde Airlines na rota poderá ter “reflexo na redução das tarifas”, explica o jornal digital cabo-verdiano.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica