Bem-vindo, !|Sair

Capital da Brussels Airlines integralmente subscrito pela Lufthansa

 width=“750” height=

A Lufthansa anunciou nesta quinta-feira, dia 15 de dezembro, que exerceu a opção de compra dos restantes 55 por cento do capital da Brussels Airlines por 2,6 milhões de euros (cerca de 2,7 milhões de dólares norte-americanos).

A aquisição da totalidade da companhia belga (os alemães já eram donos de 45%) adiciona 51 aviões de passageiros (médio e longo curso) ao grupo aéreo Lufthansa que desta forma, também, aumenta consideravelmente a sua rede de voos para diversas cidades de países da África subsariana.

A agência noticiosa internacional ‘Reuters’ noticia nesta quinta-feira que a Lufthansa acabou por pagar um preço baixo pela Brussels Airlines, mas recorda que o grupo alemão fez um empréstimo de 45 milhões de euros à companhia belga para evitar o seu encerramento. Esse dinheiro já está na companhia belga, sem que, para já, haja possibilidade de recuperá-lo.

O Grupo Lufthansa, que agora integra as companhias Swiss International Air Lines, Austrian Airlines, Eurowings e Brussels Airlines, terá uma frota estimada em 700 aviões, em 2017, dos quais 180 ao serviço da Eurowings. Presentemente o grupo tem 600 aviões. No próximo ano receberá 40 aviões da Air Berlin, além da atual frota da Brussels Airlines.

A Lufthansa tem manifestado nos últimos meses grande preocupação face ao avanço das companhias de baixo custo na Europa, nomeadamente a Ryanair e a EasyJet. O reforço do grupo, com a inclusão de outras companhias de referência e prestígio em países da Europa Central, é a resposta à fuga de passageiros para as empresas de baixo custo. Outro projeto que está adiantado e que, indiretamente está a ser apoiado pela Lufthansa, é o da criação de um novo grupo aéreo para transporte de turistas de aeroportos da Alemanha e da Áustria para destinos de sol e praia na Bacia do Mediterrâneo e para as ilhas atlânticas. O projeto, dinamizado pelo Grupo TUI e pela Etihad, junta a TUIfly e a Niki, e pretende salvar a Air Berlin, a braços com um enorme prejuízo. A Air Berlin tem como maior acionista o Grupo Etihad, dos Emirados Árabes Unidos.

 

 

banner-newsavia-app-android-750x65

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica