China certificou o jato regional ARJ21-700 depois de 12 anos de projeto e testes

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O novo jato regional ARJ21-700 produzido pela COMAC (Corporação de Aviões Comerciais) foi certificado pela Administração da Aviação Civil da China (CAAC), anunciou a construtora em Pequim.

Trata-se do culminar de um projeto que estava a ser desenvolvido desde 2002 quando as autoridades chinesas deram luz verde à COMAC para seguir com os estudos, depois com os desenhos e com a construção da primeira aeronave que voou pela primeira vez em 2008. Depois de muitos anos de testes e de diversas correcções os construtores encontraram a aeronave ideal que corresponde ao que anseiam os seus clientes, a maioria ainda ano Oriente, onde o governo de Pequim tem procurado sensibilizar as companhias aéreas para a aquisição deste novo aparelho.

O ARJ-21-700 detém para já um primeiro recorde: foi o avião comercial que demorou mais tempo em testes, e que mais tempo esperou pela certificação, desde que voou pela primeira vez.

Construído pela fábrica chinesa, mas com grande percentagem de componentes ocidentais, quer da Europa, quer dos Estados Unidos da América, o novo avião da COMAC sofreu diversos atrasos, pois as constantes modificações obrigaram ao prolongamento dos voos de ensaio e teste. Mas não só, já que um dos problemas que contribuiu também para o atraso se verificou no financiamento, pois falharam as previsões dos construtores na elaboração de um caderno de encargos que garantisse uma adequada participação das entidades financeiras e do próprio governo chinês no projecto.

 

A certificação do novo birreactor na China, de acordo com a normativa chinesa CCAR-25-R3, é reconhecida internacionalmente, pelo que, na sua gama, o novo ARJ-21-700 está já a concorrer com os aviões a jato de transporte regional fabricados pela Embraer e pela Bombardier.

ARJ21_1

O novo avião chinês foi projectado para transportar passageiros em voos de linha regular. Este é o modelo conhecido até agora. Contudo existem em projecto duas outras versões: uma para cargueiro e outra para transporte executivo, que surgirão no futuro.

O modelo para passageiros regulares foi concebido com duas configurações interiores: uma cabina com duas classes para transportar um total de 78 passageiros e outra cabina de classe única pronta para embarcar 90 pessoas. Está construído para uma autonomia de voo de entre os 2.225 e os 3.700 quilómetros. A motorização é da General Electric com o GE CF34-10A.

ARJ21_6

 

Até esta data a COMAC recebeu 278 ordens firmes. Prepara a entrega neste trimestre do ano do primeiro avião à companhia chinesa Chengdu Airlines, de forma que possa estar a voar comercialmente em Abril de 2015.

ARJ21_4
A COMAC mantém o projecto de fabricar uma versão maior deste avião, o ARJ21-900, que terá capacidade para 115 passageiros.

infografico---chinese-1 infografico---chinese-2

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Mais passageiros transportados interilhas em Cabo Verde em março e abril deste ano

Os dois aviões fretados pela TACV, companhia aérea estatal...

Presidente da TAP defende que o Estado Português não deve privatizar totalmente a empresa

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, defendeu que o...

Turbulência severa apanha B777 da Singapore Airlines e provoca um morto e 30 feridos

Um Boeing 777-300ER da Singapore Airlines enfrentou uma situação...