Bem-vindo, !|Sair

China concorre com as grandes construtoras de motores para aviões

 width=“750” height=

Foi inaugurada na China, no passado fim-de-semana, uma nova fábrica de motores para aviões, que está associada com os mais importantes fabricantes de equipamentos para aviação no país.

Segundo a imprensa chinesa, a ‘Aero Engine Corporation of China’ (AECC), tem um capital social de 6,7 mil milhões de euros/7,5 mil milhões de dólares e 96.000 funcionários, sendo a partir de agora o mais importante conglomerado de estabelecimentos fabris da China, que integra as filiais de várias empresas estatais como a Avic, líder da construção aeronáutica no país.

O presidente chinês Xi Jinping, presente na cerimónia, afirmou que a criação da empresa é uma “medida estratégica” para transformar a China em uma potência aeronáutica e para modernizar as Forças Armadas.

Os milhares de aviões comerciais que estão ao serviço das principais companhias aéreas chinesas têm motores de fabrico estrangeiro, assim como o jato regional ARJ21 (na imagem) e o jato para médias distâncias C919, aeronaves fabricadas na China, estão equipados com motores da General Electric e da CFM International, respetivamente.

O avião mais potente da Força Aérea Chinesa utiliza motores de fabricação russa, de acordo com agência noticiosa Nova China.

O país considera uma prioridade a produção de alta tecnologia para tornar mais competitiva a sua economia, a segunda maior do planeta, em sectores como aeronáutica, biotecnologia ou energias alternativas.

Quando estiver a laborar em pleno, a AECC irá assumir-se como um forte concorrente da Rolls-Royce, Pratt&Whitney e CFM International, avisa a imprensa oficial da China.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica