Comissão de Trabalhadores da TAP exige auditoria independente à gestão de Neeleman

A Comissão de Trabalhadores da TAP exige uma auditoria independente à compra de aviões durante a gestão de David Neeleman, revela na manhã desta quarta-feira, dia 27 de janeiro, o ‘Jornal Económico’, que se publica em Lisboa.

“É preciso fazer uma auditoria à TAP, não pela ‘Deloitte’ e empresas que costumam andar por aqui que quando queremos um resultado elas apresentam”, começou por dizer a coordenadora da comissão de trabalhadores da TAP esta manhã durante uma audição parlamentar na Assembleia da República.

Cristina Carrilho defende assim uma “auditoria independente à gestão do senhor David Neeleman na compra dos aviões. Muito dinheiro da empresa foi desviado por esse negócio”, afirmou durante uma audição na comissão parlamentar de Economia, citada pelo jornal.

Depois, defendeu que a empresa precisa de lidar com o “buraco negro” da operação de manutenção de aviões no Brasil.

“Segundo a administração, querem vender, mas se não conseguirem vender o que é que vão fazer? Continua a sair bastante dinheiro da empresa para a manutenção no Brasil”, afirmou Cristina Carrilho.

Em relação a despedimentos, a coordenadora da CT apontou que “não podem ser os trabalhadores a pagar a fatura decorrente da pandemia”.

“Os trabalhadores da TAP também são contribuintes. Havendo despedimentos, há dinheiro que deixa de entrar nos cofres do Estado para passar a sair com subsídios de desemprego. Deve haver uma solução que proteja sempre os postos de trabalho”.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica